Respiradores quebrados, caixão no corredor e salas lotadas: vídeos mostram caos no hospital de Manaus

Respiradores quebrados, caixão no corredor e salas lotadas: vídeos mostram caos no hospital de Manaus
Barroso elogia Alexandre de Moraes e destaca a importância da neutralidade do PF
2 de maio de 2020
Respiradores quebrados, caixão no corredor e salas lotadas: vídeos mostram caos no hospital de Manaus
Os cartórios apontam para um aumento de 10.500% nos registros de óbito devido à Síndrome Respiratória Aguda Grave
2 de maio de 2020

Respiradores quebrados, caixão no corredor e salas lotadas: vídeos mostram caos no hospital de Manaus

Respiradores quebrados, caixão no corredor e salas lotadas: vídeos mostram caos no hospital de Manaus

O colapso do sistema de saúde em Manaus tem as personas duerman no piso de um hospital

Os vídeos capturados no Hospital Pronto Socorro João Lúcio, uma unidade na Zona Este de Manaus, que registram pacientes com o novo coronavírus, mutilam o colapso no sistema de saúde do Amazonas com habitações abarrotadas, respiradores e membros da família que estão ouvindo del sitio. O estado possui uma tarefa de ocupação de 89% para camas no UCI e registra mais de 5.700 casos confirmados do Covid-19.

Nas rodadas (30), o governador Wilson Lima declara que é o número de casos de Covid-19 no estado em que não há desmonte, “existe a possibilidade de cerrar tudo”, referindo-se ao comércio no estado. O sistema de estado do tambor comum ao colapso e as entradas está conectado ao barco na capital.

Mientras tanto, o sistema de saúde da Amazônia continua colapsado. No Hospital João Lúcio, os vídeos mostram habitações superpobladas, com comparadores que duram no piso, com o desfile das camillas dos pacientes.

Nos pasillos, algunos visitantes tambem duermen expuestos virus, mentes que familias llevan los muertos en ataúdes. Em uma das habitações, o respirador está completamente parado, porque não há equipamentos complementares.

Em segundo lugar (1), o Amazonas registra mais de 5,7 milhões de casos do Covid-19, com mais de 470 silenciosos. Sem embargo, este número pode ser considerado o prefeito debitado no subregistro de casos. Solo em Manaus, o número de alterações por síndromes respiratórias e as causas indeterminadas registradas durante a pandemia, indicam o número real de pessoas que foram assassinadas por Covid-19, caso seja o mesmo prefeito.

22 de abril: enterro coletivo de vídeos de Covid-19 no cemitério de Nossa Senhora Aparecida em Manaus. – Foto: Michael Dantas / AFP

O Departamento de Saúde do Estado (Susam) admite, usando uma anotação, o número de consultas no Hospital João Lúcio está por causa da sua capacidade, debitado no cenário da pandemia. A presença de médicos não é permitida em pacientes com Covid-19, segundo a secretaria, que também informam que investigam e causam uma violação do regulamento na unidade.

Sobre os respiradores detonados, Susam informa que o hospital possui unidades de algas que não são utilizadas, mas que se refere a filhos e dependentes aposentados para manutenção, que dependem de partes que são provenientes do exterior do estado. “Os respiradores que aparecem nas imagens, apenas um está com defeito. Os outros dispositivos que aparecem no vídeo são detectados porque, por um momento, não há necessidade de usar”, digite a nota.

Com relação aos objetos dentro da cidade, o Susam respondeu que não é uma prática permitida e que a administração da instituição institui procedimentos administrativos para a média de entrada na ordem.

Sou carrera para evitar colapsos

Debido no colapso, o Ministério da Saúde informa que o Amazonas será o primeiro estado a receber profissionais do programa ‘Brasil Conta Comigo’. Se espera que os 581 médicos entrem em Manaus a partir do domingo.

O sistema funerario tambem colapsou debido no aumento de muertes. O promotor real na capital, segun a Ayuntamiento, aumentou 120, com um registrador intermediário a 26 deste mês, desde o comparecimento da pandemia.

No nascer do sol, um ambiente de 150 ou mais lugares ordenados por funerárias privadas, incluindo Manaos em barco. A União de Empresas Funerárias do Amazonas (Sefeam) declara que o estoque de urnas está disponível apenas no momento e está esperando que mais de 900 unidades estejam disponíveis nos próximos dias.

fonte: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2020/05/01/respiradores-quebrados-caixao-no-corredor-e-salas-lotadas-videos-mostram-caos-em-hospital-de-manaus.ghtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: