O modelo mais preciso de coronavírus 3D até o momento é criado; Assista vídeo

O modelo mais preciso de coronavírus 3D até o momento é criado; Assista vídeo
O coronavírus pode se tornar endêmico; sabe o que isso significa
15 de maio de 2020
O modelo mais preciso de coronavírus 3D até o momento é criado; Assista vídeo
O Brasil terá um total de 90.000 mortes de Covid-19 em agosto, de acordo com uma nova projeção
15 de maio de 2020

O modelo mais preciso de coronavírus 3D até o momento é criado; Assista vídeo

O modelo mais preciso de coronavírus 3D até o momento é criado; Assista vídeo

O modelo mais preciso de coronavírus 3D até o momento é criado; Assista vídeo

Um estudo especializado em animação biomédica criou o modelo mais preciso até hoje do Sars-Cov-2, o novo coronavírus, e lançou um vídeo mostrando as estruturas expandidas do vírus que causa o Covid-19 (veja abaixo).

O vídeo Sars-Cov-2 é tão microscópico que é mil vezes mais fino que o cabelo humano. É considerado mais uma máquina molecular do que um organismo vivo.

As legendas que acompanham as imagens explicam como o novo coronavírus ataca as células hospedeiras nos corpos das vítimas, usando-as para se multiplicar e depois matando-as, e como o corpo humano reage para se defender.

2 de 5 reprodução 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criado pela Visual Science. No verde mais claro, as bolas vermelhas representam o “centro” do vírus, o genoma do RNA; Bolas verdes são proteínas ‘especiais’ que protegem esse material genético. Ao redor do verde, o cinza mais fraco é a ‘concha’, feita de uma membrana retirada da célula hospedeira. Os vermelhos mais brilhantes são as proteínas da ‘matriz’ codificadas pelo vírus. As ‘dicas’ que saem do vírus são as ‘lanças de proteínas’, que o vírus usa para conectar e infectar as células hospedeiras. – Foto: Reprodução / Visual Science Reprodução 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criado pela Visual Science. No verde mais claro, as bolas vermelhas representam o “centro” do vírus, o genoma do RNA; Bolas verdes são proteínas ‘especiais’ que protegem esse material genético. Ao redor do verde, o cinza mais fraco é a ‘concha’, feita de uma membrana retirada da célula hospedeira. Os vermelhos mais brilhantes são as proteínas da ‘matriz’ codificadas pelo vírus. As ‘dicas’ que saem do vírus são as ‘lanças de proteínas’, que o vírus usa para conectar e infectar as células hospedeiras. – Foto: Reprodução / Ciência Visual

No modelo, a parte verde mais clara representa o “centro” do vírus. No interior, bolinhas vermelhas são o material genético do vírus (RNA). Mármores verdes são proteínas ‘especiais’ que protegem esse material genético.

3 de 5 reprodução 3D do modelo criado pela Visual Science do novo coronavírus. A cinza mais fraca é a ‘concha’, feita a partir de uma membrana retirada da célula hospedeira (invadida). – Foto: Reprodução / Visual Science Reprodução 3D do modelo criado pela Visual Science do novo coronavírus. A cinza mais fraca é a ‘concha’, feita a partir de uma membrana retirada da célula hospedeira (invadida). – Foto: Reprodução / Ciência Visual

Ao redor do verde, o cinza mais fraco é a ‘concha’, feita de uma membrana removida da célula hospedeira (invadida). Os vermelhos mais brilhantes são as proteínas da ‘matriz’ codificadas pelo vírus. As ‘dicas’ que saem do vírus são as ‘lanças de proteínas’, que o vírus usa para conectar e infectar as células hospedeiras.

Portanto, de acordo com a explicação do estudo do autor, Visual Science, é enfatizada a natureza parasitária e não autônoma dos vírus. Isso ocorre porque o vírus invade a célula e faz com que ela produza suas próprias proteínas. No final, isso faz com que a célula hospedeira morra.

Resposta do sistema imunológico

4 de 5 Reprodução do modelo 3D criado pela Visual Science para ilustrar a resposta do sistema imunológico à infecção pelo novo coronavírus. As pequenas bolas brancas ao redor do vírus representam anticorpos protetores contra o vírus, que impedem sua ligação e invasão das células hospedeiras, além de atrair células imunes que destroem o vírus. – Foto: Reprodução / YouTube Visual Science Reprodução do modelo 3D criado pela Visual Science para ilustrar a resposta do sistema imunológico à infecção pelo novo coronavírus. As pequenas bolas brancas ao redor do vírus representam anticorpos protetores contra o vírus, que impedem sua ligação e invasão das células hospedeiras, além de atrair células imunes que destroem o vírus. – Foto: Reprodução / YouTube Visual Science

O estudo também simulou a resposta do corpo à infecção por vírus (imagem acima).

Pontos brancos ao redor do vírus representam anticorpos protetores contra infecções. Eles impedem o vírus de se conectar e invadir as células hospedeiras, além de atrair células do sistema imunológico que destroem o vírus.

Modelos 3D

5 de 5 Modelo 3D de Sars-Cov-2, o novo coronavírus – Foto: Reprodução / ciência visual Modelo 3D de Sars-Cov-2, o novo coronavírus – Foto: Reprodução / Ciência visual

Além da pesquisa científica, os animadores contaram com os dados compartilhados pelos virologistas em um banco de dados mundial chamado Protein Data Bank. O estudo da Visual Science diz que usou as mesmas técnicas estruturais de bioinformática usadas na pesquisa básica e no desenvolvimento de novos medicamentos.

fonte: https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/05/15/modelo-mais-preciso-ate-hoje-do-coronavirus-em-3d-e-criado-veja-video.ghtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: