Crivella diz que o Rio deve ter uma abertura gradual da economia ‘nos próximos dias’

Crivella diz que o Rio deve ter uma abertura gradual da economia 'nos próximos dias'
Crivella diz que o Rio deve ter uma abertura gradual da economia ‘nos próximos dias’
21 de maio de 2020
Crivella diz que o Rio deve ter uma abertura gradual da economia 'nos próximos dias'
Maia sugere eleições em 15 de novembro e 1º de dezembro em caso de adiamento
21 de maio de 2020

Crivella diz que o Rio deve ter uma abertura gradual da economia ‘nos próximos dias’

Crivella diz que o Rio deve ter uma abertura gradual da economia 'nos próximos dias'

Crivella diz que o Rio deve ter uma abertura gradual da economia ‘nos próximos dias’

Prefeito Marcelo Crivella na inauguração de um tomógrafo na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio (Arquivo) – Foto: Reprodução / Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), disse que o município do Rio retomará suas atividades econômicas nos próximos dias e será gradual.

A declaração foi feita nesta quinta-feira (21), na saída do Palácio do Planalto, em Brasília, após encontro com o presidente Jair Bolsonaro.

O prefeito afirmou que, na sexta-feira (22), seu conselho científico analisará um plano de recuperação realizado com o apoio de empresários.

“Agora estamos no estudo da retomada. Se Deus quiser, nos próximos dias começaremos a reabrir as coisas”, disse Crivella.

Crivella disse que em breve apresentará o modelo, detalhando quais serviços serão priorizados neste reinício.

“Todos nos sentamos, fizemos o projeto e quero apresentá-lo à comunidade científica para que, dados os leitos que estamos abrindo e também a redução da curva de contágio, possamos retomar a atividade no Rio”, afirmou o prefeito. do Rio. .

Segundo o prefeito, a reabertura da cidade será possível porque a cidade comprou respiradores da China e abriu novos leitos.

“Graças a Deus o Rio de Janeiro está dormindo e enfrentando essa tragédia. O Rio de Janeiro tem respiradores. Compramos 806 respiradores na China e já os recebemos”, disse Crivella.

Queda nas multidões

Segundo Crivella, o Rio de Janeiro registrou queda de 80% nas aglomerações, o que seria um sinal para o retorno das atividades.

“Hoje no Rio de Janeiro, graças a Deus, 80% da multidão diminuiu, 80% do tráfego de pessoas nas ruas, 80% do tráfego de passageiros em ônibus também diminuiu, as curvas diminuíram na velocidade do contágio, de tal forma de que maneira temos sinais no horizonte de que devemos voltar à atividade e voltar “, afirmou.

Quando questionada sobre o decreto de Bolsonaro que incluía academias, salões de beleza e salões de beleza na lista de serviços essenciais, Crivella disse confusa que havia um aviso no decreto, o que não está correto.

“Se fosse uma ordem do governo federal, eu a obedeceria sem nenhum problema. Com as máscaras, com as curvas caindo, certamente nos próximos dias teremos libertação”, disse ele.

Após reunião no Planalto

Crivella informou que sua agenda em Brasília ainda teria audiências na Procuradoria Geral da República e no Ministério de Infraestrutura.

Em infraestrutura, ela disse que vai lidar com concessões e pedágios. Na AGU, ele disse que a questão será a negociação de uma dívida que o Ministério da Saúde possui com o Rio, além dos recursos que ela possui desde os Jogos Olímpicos “estagnaram” na Caixa Econômica.

fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/05/21/crivella-afirma-que-rio-deve-ter-abertura-gradual-da-economia-nos-proximos-dias.ghtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: