COVID-19: Bolsonaro cita a Suécia, mas o país tem mais mortes do que seus vizinhos

COVID-19: Bolsonaro cita a Suécia, mas o país tem mais mortes do que seus vizinhos
A Eslovênia é o primeiro país da Europa a declarar o fim da epidemia de coronavírus.
15 de maio de 2020
COVID-19: Bolsonaro cita a Suécia, mas o país tem mais mortes do que seus vizinhos
Mesmo antes de existir, a vacina Covid-19 gera disputas entre países e empresas.
15 de maio de 2020

COVID-19: Bolsonaro cita a Suécia, mas o país tem mais mortes do que seus vizinhos

COVID-19: Bolsonaro cita a Suécia, mas o país tem mais mortes do que seus vizinhos

COVID-19: Bolsonaro cita a Suécia, mas o país tem mais mortes do que seus vizinhos

(foto: Reprodução / Agência Brasil) O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira (14), durante encontro com empresários do setor, que, para ele, o Brasil adotaria isolamento vertical. Ao fazer essa declaração, Bolsonaro citou a Suécia como exemplo, mas esqueceu de mencionar que o país tem mais mortes por COVID-19 do que os vizinhos que adotaram o isolamento mais estrito. Ele disse quinta-feira (14), durante reunião com a indústria, que adotaria isolamento vertical para ele. Ao fazer essa declaração, Bolsonaro citou a Suécia como exemplo, mas esqueceu de mencionar que o país tem mais mortes porque os vizinhos que adotaram o isolamento mais estrito.

MAIS INFORMAÇÕES 14:40 – 14/05/2020 Bolsonaro interrompe a reunião virtual devido a um participante nu

13:42 – 14/05/2020 Bolsonaro critica Maia: ‘Se pensarmos em 2022, o Brasil vai para o buraco’

13:38 – 14/05/2020 Bolsonaro pede aos empresários que “joguem duro” contra Doria para evitar um bloqueio do governo federal, se depender de nós, é aberto, com isolamento vertical, e isso é tudo. Cada um dos governadores assumiu sua responsabilidade, houve uma competição entre muitos para ver o que mais fechou “, disse Bolsonaro.

“Aquele que mais defendeu a vida de seu eleitor, o cidadão de seu estado em relação aos outros. O governo federal nunca foi um obstáculo. Se dependesse de mim, quase nada teria sido fechado, como a Suécia”. concluído. “Ele, se depender de nós, é aberto, com isolamento vertical, e esse é o fim. Cada um dos governadores assumiu sua responsabilidade, houve uma competição entre muitos para ver o que mais fechou”, disse Bolsonaro. do seu eleitor, do cidadão do seu estado em relação aos outros. O governo federal nunca foi um obstáculo. Se dependesse de mim, quase nada teria sido fechado, como a Suécia “, concluiu.

Sem seguir as regras de isolamento, a Suécia sofreu um salto no número de casos. Com 10 milhões de habitantes, passou pela casa de 3 mil mortos cerca de uma semana atrás.

O Brasil, cuja população é 21 vezes maior, registrou três vezes o número de mortes no mesmo período. Segundo um relato matemático, a taxa de mortalidade para o total de habitantes na Suécia é quase sete vezes maior que no Brasil.

Os números no país escandinavo continuam aumentando e, a partir desta quinta-feira (14), a Suécia registrou 28.582 casos confirmados e 3.592 mortes. Para cada milhão de habitantes, o país nórdico tem 2.830 casos e 349 mortes.

Até o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que inicialmente subestimou o COVID-19 e desencorajou o isolamento, passou a criticar a estratégia sueca.

Isolação vertical

Enquanto os vizinhos italianos, espanhóis e franceses sentiram o peso psicológico e econômico de seus confinamentos, os suecos passaram por parques públicos e restaurantes frequentados durante a nova pandemia de coronavírus.

Desde que o vírus foi registrado no país, em 31 de janeiro, o governo decidiu não colocar em quarentena. A idéia de conter o vírus foi apoiada apenas pela consciência de cada cidadão.

Embora o número de mortes e infecções tenha sido semelhante ao de outros países europeus em fevereiro deste ano, foi em maio que a Suécia começou a liderar o ranking de mortes.

Enquanto os suecos acreditavam que o vírus não se espalharia, os outros países mantiveram a quarentena e as medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com as próprias projeções do Banco Central da Suécia, a economia do país pode diminuir 9,7% em 2020 após a adoção do isolamento vertical.

* Estagiário sob a supervisão da Editora Adjunto Kelen Cristina

fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2020/05/14/interna_politica,1147333/covid-19-bolsonaro-cita-suecia-mas-pais-tem-mais-mortes-que-vizinhos.shtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: