Caxias reabre negócio, e prefeito assume responsabilidade se casos Covid-19 aumentarem

Caxias reabre negócio, e prefeito assume responsabilidade se casos Covid-19 aumentarem
Ajuda de emergência: Caixa credencia mais de 7,8 milhões de trabalhadores neste segundo benefício
25 de maio de 2020
Caxias reabre negócio, e prefeito assume responsabilidade se casos Covid-19 aumentarem
Segunda cidade com mais mortes de covid-19 no Rio reabre comércio
25 de maio de 2020

Caxias reabre negócio, e prefeito assume responsabilidade se casos Covid-19 aumentarem

Caxias reabre negócio, e prefeito assume responsabilidade se casos Covid-19 aumentarem

Caxias reabre negócio, e prefeito assume responsabilidade se casos Covid-19 aumentarem

RIO – A loja Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, reabre nesta segunda-feira, depois que a prefeitura divulgou o movimento de pessoas com um novo protocolo durante a pandemia de coronavírus. As lojas só podem operar novamente se seguirem todas as regras de higiene determinadas pela administração. Em entrevista ao jornal “Bom Dia Rio” da TV Globo, o prefeito Washington Reis assumiu que a responsabilidade por essa flexibilidade será dele, caso o número de casos e mortes no município aumente.

No entanto, o diretor executivo também afirmou que é responsabilidade da população colaborar e implementar as regras para que isso não aconteça.

– É toda minha responsabilidade como prefeito. Eu também sou responsável pela coleção, que foi cortada pela metade. Se em junho não tenho dinheiro para pagar os médicos, não teremos médico, não há uso de respiradores, não há leitos em uma rede de hospitais. Estou fazendo isso com muita responsabilidade e olhando para o aspecto financeiro de pagar ao funcionário, para evitar uma greve no meio da epidemia. Agora, o problema é de minha responsabilidade, mas o problema é nosso como população. A população de Caxias está ciente, os comerciantes estão cientes. Podemos retomar isso como uma inspeção. O comerciante não colaborador será selado e perderá a licença, assim. Estamos chamando a população a prestar contas – disse Reis.

Coronavírus: Número de mortos em Covid-19 explode na Baixada Fluminense

O prefeito disse que ordenou o retorno “no dia-a-dia”. Mas, de acordo com dados da Secretaria de Estado do Rio (SES), no boletim de domingo 24, Caxias tem 182 mortes de pessoas devido ao coronavírus, tornando-se a segunda cidade com mais mortes no estado, atrás apenas da capital. Quanto ao número de casos, o município ocupa o quarto lugar no Rio, com 1.184 pacientes.

– O sistema de saúde está lidando. Em maio, ele não relatou o caso de uma pessoa sofrendo. Não servimos apenas Duque de Caxias, estamos procurando em Nova Iguaçu, São João do Meriti, Belford Roxo, Magé. Quando você diz que Duque de Caxias aparece como o segundo com mortes, numericamente é um fato. Mas se você observar a proporcionalidade, o Rio de Janeiro está morrendo duas vezes proporcionalmente à população. A segunda cidade com mais mortes é Magé. Quanto à população, somos apenas a quinta cidade em mortes, disse ele na entrevista.

Hospital sem previsão: atrasos no Hospital de Campanha de Caxias devido a inundações no terreno, diz Iabas

– Pouco a pouco (a reabertura), seria devido à assembléia de médicos. Hoje nós temos a flexibilidade. Não tivemos um paciente abandonado. Aprendemos com essa pandemia que o principal ingrediente para combater o coronavírus, descobrir e detectar a gravidade é com os tomógrafos. Houve dias em que fizemos mais de mil tomografias. Quando mais de 30% ou 40% dos pulmões são retirados, as pessoas serão hospitalizadas em breve para evitar serem entubados ou tomarem os medicamentos necessários, disse ele.

Deliberações da prefeitura

Os comerciantes devem seguir uma série de pedidos do Conselho da Cidade, inclusive exigindo que os clientes usem máscaras e forneçam equipamentos aos funcionários. Os estabelecimentos que irão operar terão que fornecer álcool gel, além de limitar o atendimento ao público a 30% da capacidade.

Também haverá regras que regulam a circulação de ônibus municipais. As empresas devem manter 50% da frota na rua para atender os cidadãos. Segundo a prefeitura, a nova determinação ocorre devido ao aumento do número de leitos na cidade e à queda no número de visitas de pessoas com sintomas de Covid-19 nas unidades de saúde do município.

Camas na cidade para coronavírus

A Prefeitura também informou que inaugurou no dia 4 de maio o novo Hospital Municipal de São José, exclusivamente para atender pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. Segundo o município, atualmente a unidade de saúde possui mais de 40 leitos com respiradores disponíveis.

A prefeitura também diz que está se preparando para entregar pelo menos 56 leitos de UTI à população com a abertura do quarto andar do Hospital Municipal Doutor Moacyr Rodrigues do Carmo.

– Em Duque de Caxias, criamos uma estrutura de saúde, não é nova, não foi por causa do coronavírus. Em 42 dias, compramos e reconstruímos o moderno hospital de São José com 128 leitos de CTI com os equipamentos mais modernos. E nós, até hoje, nunca usamos 70 camas. Não que abramos gradualmente. Se tivesse 128 pacientes, teria ocupado 128 leitos, disse o prefeito ao “Bom Dia Rio”, que acrescentou:

– Aprendemos, com essa pandemia, que o principal ingrediente para combater o coronavírus, descobrir e detectar a gravidade são os tomógrafos. Houve dias em que realizamos mais de mil exames de tomografia computadorizada, quando mais de 30% ou 40% do pulmão é coletado, as pessoas são internadas precocemente para evitar a intubação ou a medicação necessária.

fonte: https://oglobo.globo.com/rio/caxias-reabre-comercio-prefeito-se-responsabiliza-se-casos-de-covid-19-aumentarem-1-24444307

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: