Ajuda de emergência: Caixa não lança novos empréstimos em duas semanas

Ajuda de emergência: Caixa não lança novos empréstimos em duas semanas
O MPRJ recomenda que o estado e o município do Rio adotem medidas mais rigorosas
14 de maio de 2020
Ajuda de emergência: Caixa não lança novos empréstimos em duas semanas
O TCU determina que o pessoal militar devolva a quantidade de ajuda de emergência recebida incorretamente
14 de maio de 2020

Ajuda de emergência: Caixa não lança novos empréstimos em duas semanas

Ajuda de emergência: Caixa não lança novos empréstimos em duas semanas

Ajuda de emergência: Caixa não lança novos empréstimos em duas semanas

1 de 1 saldos da Caixa em 30 de abril (à esquerda) e 13 de maio indicam o mesmo volume de pagamentos creditados para ajuda de emergência – Foto: Reprodução / Saldo da Caixa Econômica Federal Caixa em 30 de abril (à esquerda) e 13 de maio indica o mesmo volume de pagamentos creditados por ajuda de emergência – Foto: Reprodução / Caixa Econômica Federal

Mesmo para quem já recebeu a primeira parcela do pagamento, a segunda e a terceira ainda são desconhecidas. Até terça-feira à noite (13), a Caixa e o Ministério da Cidadania não haviam publicado o cronograma de pagamento dessas taxas. Somente trabalhadores que já são beneficiários do Bolsa Família têm data para receber, pois os pagamentos seguem o calendário do Bolsa.

Na segunda-feira passada, o vice-presidente de vendas no varejo da Caixa Econômica Federal (CEF), Paulo Henrique Angelo, disse que o banco estava esperando o governo federal publicar o novo cronograma de ajuda emergencial para detalhar como as próximas parcelas serão pagas.

Posicionamento

Questionada pelo G1, a Caixa informou que espera a publicação do calendário das próximas entregas de Ajuda de Emergência pelo Governo Federal. O Dataprev enviará as informações sobre um novo lote de registros.

“A Caixa esclarece que a responsabilidade de analisar quem tem direito a Ajuda de Emergência cabe à Dataprev, instituição do governo federal responsável por verificar se o cidadão atende a todos os requisitos previstos em lei, com a aprovação do Ministério da Cidadania”, afirmou o banco. em uma nota.

O G1 também questionou o Ministério da Cidadania sobre a previsão de novos lançamentos e a divulgação do cronograma de pagamentos para a segunda e terceira parcelas da Ajuda de Emergência. Até a última atualização deste relatório, no entanto, não havia resposta.

Pedidos em revisão

Na quarta-feira, a Dataprev, empresa pública responsável por identificar quem tem direito a receber R $ 600 Auxílios de Emergência, informou que deve entregar o resultado do processamento de mais de 14 milhões de solicitações de benefícios feitas por meio do aplicativo no mesmo dia. e site do programa

Segundo a empresa, os dados processados ​​incluem novos registros e complementos cadastrais (registros refeitos por serem considerados inconclusivos) feitos entre 23 e 30 de abril. É a partir dessa avaliação que a Caixa Econômica Federal libera os pagamentos.

Atualmente, 2,3% do total de pessoas que se registraram no site e no aplicativo estão sendo processadas devido à complexidade dos cenários e cruzamentos. Existem 1,04 milhões de solicitações que ainda aguardam análise: 38.000 registros concluídos entre 7 e 10 de abril; 1.000 pedidos feitos entre 11 e 17 de abril; e 1 milhão solicitado de 18 a 22 de abril.

Até 30 de abril, dos 96,9 milhões de CPFs já analisados ​​e enviados à Caixa Econômica Federal, 50,52 milhões atendiam aos critérios da lei e eram considerados elegíveis para receber o benefício, ou seja, 52,1% do total.

Outros 27,2 milhões não eram elegíveis e não poderão receber o auxílio (30,5%) e 13,6 milhões (15,2%) classificados como inconclusivos, ou seja, devem ser preenchidos nos registros. A taxa de exclusão está dentro da média dos saldos anteriores publicados pela Dataprev.

fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/05/14/auxilio-emergencial-caixa-nao-libera-novos-creditos-ha-duas-semanas.ghtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: