Em sessão virtual, Barroso assume hoje como presidente do TSE
25 de maio de 2020
Comunidade venezuelana no Brasil fala contra deputado do PT
25 de maio de 2020

🔊 Clique para ouvir ou importar

Em artigo publicado pelo UOL nesta terça-feira (5/5), a coluna do jornalista Mauricio Stycer afirma que o humorista e defensor da boa saúde no Brasil, Paulo Cintura, estava “na manifestação realizada no domingo (03) em Brasília. em defesa do fechamento do Congresso e do STF “.

Paulo solicitou o Free na terça-feira alegando ter contatado o jornalista que assinava a coluna, Mauricio Stycer, e pediu o direito de responder. A coluna incluía o discurso de Cintura na história, mas estava perdido no passado e era irrelevante.

O humorista afirma que nunca defendeu o fechamento do STF ou do Congresso e que a manifestação foi a favor do presidente.

Bruno Mazzeo filmou e postou no Instagram, diminuindo a relevância do trabalho de Cintura, que ecoou na coluna do Stycer no UOL: “Meu pai fez muitas coisas importantes. Muitas coisas boas para … cultura, arte, entretenimento brasileiro, coisas que marcaram, coisas realmente importantes para a nossa cultura, mas em troca o Paulo Cintura também lançou “.

Resposta de Paulo Cintura

Em resposta a Mazzeo, a quem ele chama de “aquele garoto”, Cintura disse: “Seu pai não me jogou. Eu estava pronto. Lancei-me para a minha própria luz. Seu pai me convidou para enriquecer um ótimo elenco”.

“É verdade. Seu pai fez muitas coisas boas, mas estava errado com algumas crianças. Você tem um pequeno espaço ao sol nas costas de seu pai no tatame. Você sabe disso”, disse Cintura.

fonte: https://www.tercalivre.com.br/paulo-cintura-responde-bruno-mazzeo/

Os comentários estão encerrados.