Linha única para leitos de UTI? Propostas para encerrar a conta da desigualdade entre o SUS e os planos de saúde

Linha única para leitos de UTI? Propostas para encerrar a conta da desigualdade entre o SUS e os planos de saúde
Moro desmentiu saída, afirma assessoria do ministro
23 de abril de 2020
Linha única para leitos de UTI? Propostas para encerrar a conta da desigualdade entre o SUS e os planos de saúde
‘Pneumonia silenciosa’ que dificulta o diagnóstico de casos graves de intrigas cobiçadas por 19: ‘Eles falaram no telefone celular’
24 de abril de 2020

Linha única para leitos de UTI? Propostas para encerrar a conta da desigualdade entre o SUS e os planos de saúde

Linha única para leitos de UTI? Propostas para encerrar a conta da desigualdade entre o SUS e os planos de saúde

Derrotas do autor da imagem SILVIO AVILA / AFP Os usuários de seguros de saúde no Brasil, em uma parte da pensão, encontram-se em um quarto com mais danos do que todas as camas de UCI no país

Com as camas da UCI no Brasil, alcanzando sua capacidade máxima, o país precisa encontrar alternativas para pacientes em estado grave com covid-19, que sofrem de doenças causadas pelo coronavírus.

Os experimentos mostram sobre a criação de uma “única fila” de camas nos sistemas públicos e privados, ou também em “pré-estandes” de algas camas privadas pela parte da administração pública, que existe um grande desequilíbrio entre a proporção de usuários e camas nos sistemas.

Possui as ações (22/04), inclui mais de 45.700 casos e 2.900 casos no país debitado da doença causada pelo vírus.

O controle e a distância social são fornecidos em todo o mundo e nos estados brasileiros para tratar o tempo ahorrar e evitar que o sistema mantenha esse valor em excesso.

Pero os hospitais em diferentes regiões do Brasil, você está experimentando hacinamiento na UCI. É grave porque as unidades de cuidados intensivos ligam os pacientes da covid-19 às pessoas situadas nos locais necessários para os sobreviventes. A falta de camas na Itália, por exemplo, obrigará os médicos a eleger pacientes com melhores possibilidades de supervivência.

Entonces, cuida dos mecanismos de manutenção de camas na UCI para o número de casos graves da covid-19 no Brasil?

A BBC News Brasil publicou experimentos para o comprender cuida de alternativas alternativas para esto no Brasil e como funciona.

Direitos do autor da imagem INA FASSBENDER / AFP Título da imagem As UCI sobrecarregadas obrigam os médicos na Itália a eleger os pacientes seriados hospitalizados e tendenciosos com mais chances de sobrevivência.

Sistema de Saúde no Brasil

Para incluir o problema de distribuir camas de hospital no Brasil, é necessário incluir o sistema primário de saúde brasileiro.

Brasil cuenta com o SUS (Sistema Único de Saúde), um sistema universal de saúde pública que oferece gratuitamente todos os aproximadamente 210 milhões de brasileiros, e saúde complementar, representado pelos planos de saúde.

Segundos dados da Agência de Saúde Suplementar (ANS), princípios de 2020, 47 milhões de planos de saúde brasileiros. O número representa uma parte da população, que paga a assistência e a hospitalização em hospitais privados. Além disso, os usuários do plano de saúde também conservam o direito de acesso aos benefícios do SUS.

Se você cuida de mais de três partes da pensão brasileira, depende exclusivamente do SUS e compara a cama de casal com os serviços públicos e privadas, é mais fácil entender por que há um desequilíbrio no acesso a serviços no Brasil.

Considere a categoria de camas da UCI. O Brasil possui 55.101 dessas camas, segundo o Ministério de Saúde. Deste total, 49,8% do SUS.

Em outras palabras, três quartos da suíte de hóspedes têm acesso apenas à mitigação das camas da UCI no Brasil. O otra mitad está reservado para uma parte da população com seguro de saúde.

Derrota do autor da imagem OSCAR DEL POZO / AFP Image caption A disponibilidade de UCI foi um conjunto de botella em vários países afetados pelo covid-19

Não significa necessariamente que sean insuficientes. “Na ausencia da epidemia, a dimensao das camas do SUS serie, em geral, suficiente”, dados Pedro Amaral, professor do Departamento de Economia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), estudo da distribucao regional de administraçao de equipamentos de saúde no Brasil.

Com a epidemia, a história cambia. Ahora, com “grande demanda adicional de que o sistema está suportando, a administração da camara, onde a empresa está ocupada, porque muitos lugares não existem na cidade, tem o terminal ou o terminal”, diz Amaral. “O sistema de audiência pública alcanza na capacidade muito mais rápido do que o sistema privado”.

Otro problema, diminuir Amaral, é a distribuição de camas.

Segue uma pesquisa realizada pelo Instituto de Estudos de Política de Saúde, incluindo 15% da população brasileira que depende exclusivamente do SUS, que tem camas na UCI, na região mais próxima.

No Amazonas, por exemplo, camas de solteiro da UCI na capital, Manaos. A ocupação de camas de UCI para a covid-19 na cidade onde você está 100%.

Imagem à direita SILVIO AVILA / AFP Legenda da imagem As experiências desativam a criação de uma “única fila” de camas, dando as más oportunidades de oportunidades para os usuários de redes públicas e privadas sediadas na UCI

Dados do Ministério da Saúde que 3.000 camas de UCI de instalação rápida no Brasil estão em processo de locação. Pero a carta não revelou a tarefa de usar camas de UCI em hospitais públicos ou privados. Sem embargo, informações antes da pandemia, a tarefa de ocupação da cama era de 78%.

Solo nos Estados Unidos está atualizando os números de ocupação das camas da UCI, sem que seja necessário um diário. O Departamento de Saúde do Estado de São Paulo, por exemplo, anuncio as empresas (17) que o Instituto de Infectologia Emílio Ribas alcanzou 100% da ocupação na UCI; Hospital das Clínicas, 84,5%, Mário Covas, 89%.

O secretário de saúde do estado, José Henrique Germann, na semana passada, que calcula os hospitais públicos no estado, a partir de maio, e as novas camas que se instalam ocupadas em julho.

Fila individual de camas

É por isso que os especialistas aboganam uma solução de camas para UCI.

A idéia é definir agora um número menor de grupos acadêmicos que estudam o mercado de seguros no Brasil, seriado usar o poder, fornecer a lei neste caso, para solicitar “bienes y servicios” (pagando uma compensação posterior) para unificar las camas. UCI da pública e privada vermelha.

O paciente grave de covid-19 que precisa de um lugar na UCI entrando em uma única fila de camas, independentemente de ser um usuário público ou privado. Funciona mais ou menos como medida que funciona no Sistema Nacional de Transplantes. Os recursos seriados coordenados pelo sistema público, que pagam o setor privado por ello.

O método é usado em outros países durante a pandemia de coronavírus. Na Espanha, por exemplo, o governo nacionalizou provisoriamente todos os hospitais particulares.

No Brasil, a proposta é defendida pelo Grupo de Estúdio sobre Planos de Saúde, vinculado à Universidade de São Paulo (USP), e pelo Grupo de Investigação e Documentação sobre Empréstimo em Saúde, na Universidade Federal do Rio de Janeiro ( UFRJ).

“O Brasil tem uma medicina privada sofisticada para muitos casos. Neste momento, existem recursos que podem ser distribuídos melhor”, dados sobre a doutrina do estado de São Paulo, Ligia Bahía, professor da UFRJ que desafia a proposta. “Corregiremos esta desigualdade, considerando que estamos em uma emergência de saúde”.

“A idéia é que todos os pacientes diagnosticados apresentem falhas de cuidados intensivos. A prefeitura de camas da UCI no Brasil não é pública. As pessoas que não têm seguro médico são atendidas”.

Ella admite que a proposta dificilmente será adotada, debitada na falta de interesse do setor privado. Por esta razão, dados, o grupo se comprometeu com estatais fiscais e tribunais de justiça.

Para Amaral, da UFMG, é necessário enfrentar a pandemia como um “choque absolutamente não está associado ao sistema, totalmente atípico”. Entradas “tem sentido que a solução do mar atípica”.

Y agrega que “uma variedade de itens é incomum”, você tem uma solução para emergências. “Se uma pessoa for diagnosticada em caso de emergência em um hospital privado, deve ser atendida, menos será necessária a instalação e a transferência. Tenemos que considerar como uma emergência. Se tratar de uma emergência, a cola é única”, dados.

No embargo, considere que esta solução é uma solução a um preço fixo, que não é possível realizar todas as operações, quais são as regiões abastecidas pelos grandes centros, com um problema dependente do SUS, terceiro, caso ocorra, quartos privados.

“A distribuição espacial do privado vermelho está orientada para o mercado. Se o problema não existe nos ingressos para pagar um seguro de saúde, o privado privado vermelho não recebe serviços todos porque não tem um público público”, explica. A solução ideal, seg, é, expansão da parte, por parte da administração pública, número de camas e recursos humanos, ya que “não tem o sentido de ter camas e não tem profissionais do salão para operações”, recomendado.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, declarou que o Ministério da Saúde está monitorando as camas públicas e privadas. O Ministro da Saúde, designado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Luiz Henrique Mandetta, também habitou declarado que é o SUS necessário mais camas privadas, o uso.

Derechos de autor da imagem Reuters Image caption Os hospitais em Manaus, os únicos com camas no UCI no estado, e você alcanzado 100% da sua capacidade.

Um dos focos da covid-19 no Brasil, o Estado do Ceará, usa um hospital privado que permanece em estado cerrado durante 20 anos. O Departamento de Saúde do Estado de Pernambuco também concedeu acesso a hospitais privados para outras camas extras, e o Secretário de Saúde, André Longo, você especificou o Estado que pode usar camas.

Sistema mixto

Uma segunda proposta para classificação no UCI é uma espécie de sistema misto: transferir apenas uma parte, e todas, as camas do sistema privado no sistema público.

É aquele que defende o defensor Frederico Barbosa, consultor regulador e especialista em associações públicas privadas da empresa BPGA.

A idéia é criar “equidade” neste sistema que é desigual no mar. Em outras palabras, uma medida que garante camas proporcionais ao número de usuários de cada sistema. Neste modelo, 75% do total de camas disponíveis nos sistemas de série para o SUS e 25% para o privado vermelho.

Isso significa que o SUS “tomará prestado” apenas o número de camas necesarias do sistema privado para satisfazer a demanda. Se você estabelecer uma regra de espera proporcional no SUS e nos planos de saúde.

“É muito menos traumático transferir capacidade de serviço adicional do SUS que cria uma solução de linha”, diz Barbosa. “Você tem um plano de pesquisa que conhece o hospital público. É um problema completo de noche para a mãe que cria um sistema de publicidade totalmente público, que é uma conversa no Brasil que é necessário:” você está criando um sistema de salud? salud pública ou mantener este sistema competitivo hoy “.

Además, dados, los planes de salud “tienen uma visión estratégica muito mayor da capacidade de atencao de hospitais, donde hay falta de vacantes, donde hay um excedente, sabes a capacidade do hospital que contratou durante anos, ya tienes el mapa lista “facilitando este traslado de camas.

Además de transferir camas do UCI no sistema público, também é necessário, como você vê na União e nos Estados Unidos, aumentar o número de camas da UCI. É possível que você reorganize a estrutura hospitalar dos hospitais particulares, muitos deles com espaços ainda menos ocupados devido ao cancelamento de cirugias.

Por tanto, o passo seguinte, na opinião de Barbosa, série SUS e planos de saúde para comprar a capacidade hospitalar juntos. “Criar grupos de trabalho agregando os planos de saúde e o SUS. As camas que obtém se distribuem em proporção que representam a equidade na cola de cada um”, dados. “Regularmente a competência em tempos de escassez”.

Ao atravessar uma associação entre o SUS e os planos de saúde, ambos são mais capacitados para negociar com hospitais privados, reduzindo os custos de cada cama da UCI. “Se o administrador acusa diretamente os hospitais privados de camas obtener, tende a pagar o preço por pagar os planos de saúde”. Por esta razão, defiende que os gobiernos locais busquen planes de salud. “Se você tiver 30 planos de saúde, recupere 90% do problema”.

Por exemplo, sem embargo, os planos de saúde não estão interes- sados ​​na conversa: o governo tendría que obriga a negociar. “Você gasta muito mais dinheiro para comprar camas adicionais. É mais fácil para planejar um plano de saúde que não tem capacidade. Desviar a negociação e colocar os sistemas na falta de jerarquía de espera pode evitar que você omita os planos de saúde e obrigue a ampliar a capacidade “.

“É essencial para o retorno (a normalidade) do país. A disponibilidade de UCI estabelece o ritmo de retorno.” Você pode aumentar a capacidade de atendimento de pacientes com coronavírus, prefeito ou representante do país “.

¿Já viu vídeos novos vídeos no YouTube? ¡Suscreva um novo canal!

fonte: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-52375980

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: