Bolsonaro exonera o diretor geral da PF; escolha substituto está no centro das atenções

Bolsonaro exonera o diretor geral da PF; escolha substituto está no centro das atenções
Bolsonaro não alertou Moro
24 de abril de 2020
Bolsonaro exonera o diretor geral da PF; escolha substituto está no centro das atenções
Com a fusão do petróleo, vale a pena ter exposição à Petrobras? Analistas discordam.
24 de abril de 2020

Bolsonaro exonera o diretor geral da PF; escolha substituto está no centro das atenções

Bolsonaro exonera o diretor geral da PF; escolha substituto está no centro das atenções

Mauricio Leite Valeixo (crédito: DENIS FERREIRA NETTO / ESTADÍO CONTEÚDO)

SÃO PAULO – Maurício Leite Valeixo exonerou o cargo de diretor-geral da Polícia Federal. O decreto, firmado pelo presidente Jair Bolsonaro e Sergio Moro, ministro de Justiça e Segurança Pública, é publicado no Gaceta Oficial Federal nas eleições (24).

Segue o workshop de prensa do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, Moro, que fala um discurso sobre o caso da mulher no auditório de carpetes de Brasília, a 11 da mulher.

Segure a informação informada por Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo e G1, Moro se houver resistência a intercâmbios e a indicação indicada que pode retirar e confirmar a partida de Valeixo.

PUBLICIDAD

“Recomendamos prestar atencao a quién reemplazará em Valeixo. Definir a permanência de Sérgio Moro no governo ”, analisa a Política XP.

Valeixo elegível pelo ministro para os princípios do ano passado. Antes da carga real, dirigido à Junta de Combate contra o Organismo Organizado da Polícia Federal e superintendente da corporação no Paraná, faça o contato com as entradas da federação federal Sérgio Moro, nas investigações da operação Lava-Jato.

A insistência de Bolsonaro em manipular os porta-vozes da Política Federal criou problemas para a relação com o Moro.

Antes da pandemia do novo coronavírus, o Moro era o mais popular do governo de Bolsonaro, perdendo para Luiz Henrique Mandetta, quando dirigido pelo Ministério de Saúde, que tem a maior incidência (17), para combater a crise de saúde.

Segue uma pesquisa de XP / Ipespe, realizada entre 20 e 22 de abril, com 52% de classificação positiva contra 21% com negativas e com pontuação de 6,2 com escala de 0 a 10, pontuação de Bolsonaro com 41% de avaliação positivas, 34% negativas e uma promessa de 5.1.

Além disso, o ex-ministro federal da Operação Lava-Jato tem um vínculo efetivo entre o eleitorado bolsonarista, que amplia os argumentos políticos para o presidente em caso de interrupção das relações entre eles.

fonte: https://www.infomoney.com.br/politica/bolsonaro-exonera-diretor-geral-da-pf/

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: