Conselho de Luiz Fernando Figueiredo de Mauá Capital para enfrentar crise
26 de abril de 2020
Brumadinho: Vale pagará indenização de até R $ 250.000 ao trabalhador sobrevivente
26 de abril de 2020

Conselho de Luiz Fernando Figueiredo de Mauá Capital para enfrentar crise

SÃO PAULO – O colapso da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro em 1989 – o famoso caso Naji Nahas; pánico com o Plano Collor; a crise asiática de 1997; O meu colapso do Brasil em 2002 e o momento atual turbulento. Estas são as únicas algas das turbulências que Luiz Fernando Figueiredo, no mercado financeiro desde 1982, enfrentaram um largo caminho na estrada.

O lema do ex-diretor do Banco Central e o CEO do gerente Mauá Capital para pasar por momentos como este? Concêntrico em preservar a capital, financeiro e emocional, em lugar de ganar dinero.

PUBLICIDAD

“A crise não é o momento de se concentrar em ganhar dinheiro. É hora de economizar o financiamento financeiro e emocional para estar completo e preparado para as próximas oportunidades ”, incluindo uma entrevista ao podcast Do Zero ao Topo.

A história completa de Figueiredo é o tema do episódio 40 do podcast. É possível seguir e acompanhar o programa de podcasts da Apple, Spotify, Deezer, Spreaker, Google Podcast, Castbox e outros agregadores.

Figueiredo também enfrentou crise mientras desempeñaba un papel muy diferente. Diretor do Banco Central em um dos períodos mais complicados da história do banco, entre 1999 e 2002.

Ao assumir a carga, a expectativa era de que o país superasse uma grave crise econômica. O Brasil é controlado por controlar o tipo de câmbio, se estiver desvalorizando cada vez mais e utilizando um aumento de inflação na inflação. O Banco Central registrou a estabilização dos custos, mas Luiz Fernando experimentou um período após a instituição em 2002, com o parâmetro dos inversores para as eleições. “Dos que pensam que o país realmente é romperse”, revelado no podcast.

O papel do Banco Central na crise atual.

Durante o podcast, Figueiredo também dividiu suas impressões sobre o desempenho do equipamento real do Banco Central antes da crise do coronavírus. “Esta ação do Banco Central divide três temas. Em términos de liquidez, o lograron realmente põe o dinero no límite, usando o manera inteligente ”, dados.

Em otros dos pontos, Figueiredo critica. Para o fundador de Mauá, o desempacotamento do Banco Central no tipo de câmbio é “muito tímido”. “A monarquia brasileira tuvo uno los peores resultados. Ele é debitado no novo Banco Central que protege a funcionalidade da moeda menos que o resto do mundo ”, explica.

PUBLICIDAD

Na política monetária, Figueiredo apresenta um “grande erro” na condição. “Na vista da situação atual, com uma causa brutal da demanda, é necessário mais estímulos. Desafortunadamente, nós estamos aceitando o modelo que é o modelo debitado no banco de dados que tem o Banco Central e a série contraproducente ou não reduz as tarefas de interferência ”, dados. Consulte o podcast para mais detalhes.

Sobre cero a arriba

O podcast Do Zero ao topo da traça, a cada semana, um negócio destacado no mercado brasileiro para contar sua história, dividindo os maiores desafios que enfrentam no caminho do camino e as principais estratégias usadas para construir o negócio.

O programa é indicado como João Apolinário, fundador do bispo, David Neeleman, fundador da Azul, José Galló, responsável por ascensão da Renner, Guilherme Benchimol, fundador da XP Investimentos, André Penha, co-fundador da QuintoAndar, Sebastião Bonfim, criador de Centauro e Edgar Corona, da caixa Smart Fit.

fonte: https://www.infomoney.com.br/negocios/as-licoes-de-luiz-fernando-figueiredo-da-maua-capital-para-enfrentar-uma-crise/

Os comentários estão encerrados.