“Precisamos estar na cabeça, no coração e no bolso de todos durante a crise”, diz Luiza Trajano

"Precisamos estar na cabeça, no coração e no bolso de todos durante a crise", diz Luiza Trajano
O Itaú Unibanco espera que a crise encurte o processo de digitalização “em anos”
23 de abril de 2020
"Precisamos estar na cabeça, no coração e no bolso de todos durante a crise", diz Luiza Trajano
Indústria de máquinas e equipamentos fecha 11 mil empregos em março
23 de abril de 2020

“Precisamos estar na cabeça, no coração e no bolso de todos durante a crise”, diz Luiza Trajano

"Precisamos estar na cabeça, no coração e no bolso de todos durante a crise", diz Luiza Trajano

Luiza Helena Trajano, Presidenta do Conselho de Revista Luiza (Flavio Santana / Biofoto)

SÃO PAULO – “Necesitamos estar na cabine, no corredor e no bolso de todos os que nunca estão em crise”, dia Luiza Helena Trajano, presidente da revista Luiza, durante um concerto com Sofia Esteves, fundadora da consultora de recolocação y Seleção Cia de Talentos e Karla Godoy, COO de Cesar, centro de inovação e tecnologia.

Depois de executar, as empresas debitam o câmbio que está ocorrendo e aceitam o sistema digital.

“Nadie sabe que você tem um pasar, que não tem sentido hacer predicciones. A nova realidade é um hecho, nada será como antes, você é o mar das oficinas, as relações entre as pessoas. Lo digital é uma cultura que você implementou nesta crise. Esta tecla não será golpeada e será digitalizada ”, dados.

PUBLICIDAD

“A Llevaría diez está consolidando a cultura digital, perdendo a crise para o logro. A revista Luiza era digital, sem embargo, estamos reinventando. Se você está entendendo esta nova fase, você pode abrir uma nova empresa e trocar uma empresa na empresa. Agora, vamos pensar em como fazer uma evolução evolutiva de adelante para sigilosos ventos e ganhos em relação ao digital ”, explica.

Las lecciones da crise

Sofía seleciona cinco lições que as empresas e os envolvidos debem aprender esta crise para superar e melhorar os seguintes: cuidar, desemparelhar, empatizar, confiar e ser flexível.

“Cuidar de líderes e seguidores. Não existe uma pessoa que não esteja trabalhando muito mais no processo. Involuir a capital humana a cuidar de si é valioso neste momento ”, explica.

Sofía recupera que a presión alta em todos os pontos no momento. “Se o funcionário está desesperado, o líder é mais, porque todos os modos têm resultados de entrega. A gente tem que ouvir a mesma coisa. Você todos os que queiram uma parte dos símbolos, ganhando menos, trabalhando mais, para superar a crise sem perder seus recursos ”, dados.

As empresas precisam gerar confiança entre as partes: jefe y empleado, según Sofía.

“Reduzir o salário de todos os empregados em 2008 com a crise para não despedir uma nadie. Em dezembro deste ano, os ganhos acumulados que dimos se distribuem a todos os empregados. Além disso, os funcionários não se dedicam a receber voluntariamente para ganhar menos tempo. Esta é uma relação de confiança, que permite que todas as empresas iniciem esta relação com sua gestão ”, dados.

PUBLICIDAD

Por fim, a relação é clave de oxigênio em tempos de coronavírus. “Os funcionários estão em casa, com uma série de adversidades que ocorrem no workshop e que envolvem pessoalmente: estrutura, crianças e distância. Sea flexível para compreender os horários de facilitação e o mar humano ”, dados Sofia.

Luiza agrega que, neste momento de crise, também é importante tener responsabilidad. “Tenemos 40 mil empleados. Você toma medidas difíceis, perde a responsabilidade, porque administra a empresa em funcionamento, as pessoas cuidam de 40 mil famílias ”, dados.

Karla agrega: “O empacotamento é feito no mundo cultural em Cesar. Nas reuniões nos centros de solução e capital humano ”.

Medidas governamentais para empresas

Para Luiza, as medidas podem ser melhores, mas você pode achar algo positivo. “Se você viaja pelo mundo, países como Estados Unidos e França também estão sujeitos a medidas de consumo de combustível e estão significando o que está sucedendo. Dimos pequeños pasos, pero los dimos ”, dados.

“No local da crítica, ayudé dar forma às medidas para empresas e empresas chinesas com o Instituto de Desenvolvimento Minorista e elaborar um acompanhamento explicativo das medidas e anunciadas para ayudar na implementação, porque era a indústria e as empresas trabalhar em um dia para pagar no otro ”, agrega.

Instale uma reparação da carga de trabalho e reduza os saldos de todos os empregados para superar a crise. “El primer paso fue poner a todos de vacaciones. A semana passada expirou o período e depois adotou novas medidas. A junta e os diretores estão habituados a renunciar a parte dos seus salários e a todos os empregados que sacrificam um poço ahora. Pero nos comprometemos a não despedir a nadie durante os próximos meses. Agora, envie-os para a torta, porque ele deixa o poder adquisitivo para outro consumidor “, dados.

O minorista tem amigos físicos cerrados em todo o Brasil, dado o vínculo social e a crise. “Necesitamos adaptarnos. Cerramos las tiendas, pero solo a abrir cuando cada ciudad lo autorice. Tenemos um equipamento de análise centrado na crise que analise a situação para ver como é seguro abrir ”, explica.

“Não há sentido em discutir problemas comuns e criar intrigas com os concorrentes, ver que plantas e plantas no Brasil são superadas nesta fase”, disse Luiza.

Explique qual é o próximo passo que deve ser adotado para o país centralizado nas microempresas que não têm acesso às medidas anunciadas. “No tenemos the ideal, pero está cerca do mundo está tratando hacer. Mi próxima pelea é ayudar los pequeños que não têm acesso ao dinero ”, dados.

Sofía cree que a configuração dos relacionamentos trabalhistas você trocou. “Veja mais e mais pessoas trabalhando em projetos, com horários flexíveis. Tendremos desempleo, no hay forma, perdem o estado e as empresas debem o que significa menos saldo da base de pirâmide, mais também no Brasil. Para uma crise sem precedentes, é necessário usar a criatividade e novas soluções para problemas ”, dados.

“É possível que você faça negócios com a mesa, que enumere os valores e a cultura da empresa: agora é o momento de demonstrar que significa a torta da letra”, complementa o executivo da Cia de Talentos.

fonte: https://www.infomoney.com.br/negocios/precisamos-estar-na-cabeca-no-coracao-e-no-bolso-de-todo-mundo-durante-a-crise-diz-luiza-trajano/

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: