Sergio Moro diz que continua no cargo
23 de abril de 2020
Linha única para leitos de UTI? Propostas para encerrar a conta da desigualdade entre o SUS e os planos de saúde
24 de abril de 2020

Moro desmentiu saída, afirma assessoria do ministro

O primeiro-ministro da Casa Civil, Walter Braga Neto, evitou falar diretamente sobre a possível demissão do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, por divergências com o comando Presidente Jair Bolsonaro da Polícia Federal.


Questionado sobre o assunto em uma conferência de imprensa no Palácio Presidencial, Braga Neto disse apenas que a informação foi demitido pelo conselho Moro. Em um comunicado, a equipe viva disse “não confirmada” a renúncia do ministro, relatado pelos aliados de imprensa.


De acordo com interlocutores do Presidente Jair Bolsonaro, ao vivo não podia dar-se na quinta-feira (23), mas disse que não concordava com a mudança de “top-down” do diretor-geral da PF, Mauricio Valeixo, e vai reavaliar a sua estadia no governo. Durante todo o dia, a ala militar dos membros entraram em campo para reverter uma possível saída do ministro. (Conteúdo ESt)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *