Levando em consideração o estágio Covid-19 nos países, a mortalidade no Brasil está longe das da Espanha e da Itália, segundo um estudo

Levando em consideração o estágio Covid-19 nos países, a mortalidade no Brasil está longe das da Espanha e da Itália, segundo um estudo
Empresa alemã começa a testar vacina contra o coronavírus humano
2 de maio de 2020
Levando em consideração o estágio Covid-19 nos países, a mortalidade no Brasil está longe das da Espanha e da Itália, segundo um estudo
Coronavírus: mineradora deixa Portugal em voo de repatriamento
2 de maio de 2020

Levando em consideração o estágio Covid-19 nos países, a mortalidade no Brasil está longe das da Espanha e da Itália, segundo um estudo

Levando em consideração o estágio Covid-19 nos países, a mortalidade no Brasil está longe das da Espanha e da Itália, segundo um estudo

O Brasil que superou a marca oficial de mais de 6.000 de Covid-19, aumentou a preocupação por aumento da mortalidade. O tempo é o país, golpeado mais tarde pelo novo coronavírus que está nas regiões da Europa e da Ásia. alcanzar los nismos que algunos de estos países. Um estúdio comparativo publicado é sobre ayuda a nível nivelado na relação com o resto do mundo.

O artigo “Diferenças nas tarefas de mortalidade debitada pelo COVID-19 em todo o mundo”, publicado na revista “Ciência e Saúde Coletiva”, compara índices de 78 países e territórios que utilizam a tarefa de mortalidade como base nos fechamentos de cada uno de ellos. alcanzó a decoração muerte oficial de Covid-19 e los dias seguintes. O resultado que o Brasil também está lendo está na parte superior da lista de ações com a maior mortalidade. Também, não há razão para alívio.

– Os resultados brasileiros são consistentemente melhores que a prefeitura de países europeus e mais consistentemente em relação à prefeitura de países asiáticos – incluem o epidemiologista Pedro Hallal, autor do estúdio e decano da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

VERIFICAÇÃO: O número de coronavírus no Brasil e no mundo.

Em seguida, feche a decoração muerte como base para o estúdio apurar a países nivelados que se encontram em diferentes etapas da pandemia. O uso da tarefa de mortalidade, como referência, evita as conclusões erradas que geralmente ocorrem nos países comparados com os problemas de diferentes tipos.

O décimo dia após a última data de registro no Brasil (2 de abril), a taxa de 1,13 por 1 milhão de habitantes. No seu tempo, cinco países e territórios que afetam a maior mortalidade no mundo todo: Europa: San Marino (618,78 por 1 milhão), Andorra (336,50), Luxemburgo (65,5), Irlanda (32) e Bélgica (30).

No dia 20 de dezembro, o Brasil continua com tarefas em comparação com os europeus. Mentras que atingem a época de 5,29 por 1 milhão de habitantes, São Marinho (942,90), Bélgica (175,59), Espanha (139,62), Luxemburgo (110,23) e Irlanda (89,92) ocupando o topo.

Tem uma hora, o índice brasileiro era mais alto do que os Estados Unidos, onde a taxa de mortalidade é de 20 dias menos a data do registro (5 de março), de 2,42 por 1 milhão de habitantes. A partir do dia 30, sem embargo, os resultados estadounidenses são diferentes.

Índice de índice na China

Neste sábado, o Brasil completou 40 dias depois da décima edição. A tarefa brasileira é 27.76 (o artigo publicado antes do lançamento dos dados desta viena). No tempo de registro da pandemia, registradores de Espanha e Itália, respectivamente, 274,54 e 262,79. Nos Estados Unidos, data de 71.45. Em outras palavras: 2,5 vezes maior que o brasileiro. China, que convocou o epicentro da crise do coronavírus, registrou apenas 2,02 pontos por 1 milhão de habitantes.

– Os resultados apresentados são o resultado das estratégias corretas adotadas, especialmente com relação ao projeto inicial da distância social no Brasil. Pero si se invierten, mortalidad in Brazil pode aumentar rapidamente. Como nos Estados Unidos, por exemplo, conclua Hallal.

fonte: https://oglobo.globo.com/sociedade/coronavirus/considerando-estagio-da-covid-19-nos-paises-mortalidade-no-brasil-esta-distante-das-de-espanha-italia-diz-estudo-24406411

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: