Veja e leia a declaração completa de Teich sobre a saída do Ministério da Saúde

Veja e leia a declaração completa de Teich sobre a saída do Ministério da Saúde
O controle do coronavírus pode levar cinco anos, diz cientista chefe da OMS
15 de maio de 2020
Veja e leia a declaração completa de Teich sobre a saída do Ministério da Saúde
Coronavírus: Brasil atinge 14.817 mortes por covid-19 e ultrapassa 218 mil casos
15 de maio de 2020

Veja e leia a declaração completa de Teich sobre a saída do Ministério da Saúde

Veja e leia a declaração completa de Teich sobre a saída do Ministério da Saúde

Veja e leia a declaração completa de Teich sobre a saída do Ministério da Saúde

Tudo

A vida é feita de opções. E hoje eu escolhi sair. Digo, fiz o melhor que pude naqueles dias em que estive aqui durante esse período. Não é uma coisa simples estar encarregado de um ministério como esse em um período tão difícil. Agradeço à minha equipe que sempre esteve ao meu lado. Para sempre. Este é o trabalho de uma grande equipe. Gerenciar a saúde é o trabalho de muitas pessoas e de uma grande equipe. E tenho a honra e o prazer de estar aqui com essas pessoas que, como eu, repito, sempre estiveram do meu lado, sempre me apoiaram e sempre trabalharam intensamente neste país.

A missão de saúde é tripartida. Por isso, envolvemos o Ministério da Saúde, Conass, Conasems, secretárias estaduais e municipais. Isso é importante para deixar claro. O Ministério da Saúde vê isso como algo absolutamente verdadeiro e essencial para impulsionar a saúde desse país, tanto na execução estratégica quanto na execução. Este é um momento em que um país inteiro está lutando pela saúde do Brasil, mas aqui destaco a participação do ministério Conass e Conasems.

Aqui, descrevemos um plano estratégico iniciado, ações iniciadas e devem ser seguidas. É importante lembrar que, durante esse período, temos um foco total no Covid, mas precisamos lembrar que existe um sistema completo que envolve várias outras doenças, uma população inteira que deve ser cuidada. Assim, em todo o tempo em que trabalhamos, trabalhamos e trabalhamos para resolver e passar por esse momento covarde, todo o sistema é pensado em paralelo.

Nesse período, ajudamos estados e municípios a superar essas dificuldades. Havia quase 40.000 leitos treinados, EPI, respiradores, recursos humanos. Isso acontece em um momento de grande crise global, tanto em termos de suprimentos, equipamentos e EPIs. É uma luta diária, é uma luta intensa para entregar e ajudar os estados e municípios a passar por isso.

E quando falamos de estados e municípios, falamos de pacientes e pessoas. Deixo um plano de trabalho, um plano, para ajudar os secretários de Estado, secretários municipais, prefeitos e governadores a tentar entender o que está acontecendo e definir os próximos passos. Aqui, apresentamos quais são os pontos que devem ser avaliados, quais são os elementos críticos, que, se não conseguimos encontrar hoje o que precisam ser encontrados, ajudamos a entender o momento e a tomada de decisão.

Um programa de teste foi criado e está pronto para ser implementado. Isso será importante para entendermos a situação da Covid no Brasil e sua evolução. Isso também é essencial para definirmos estratégias e ações.

Começamos a visitar as cidades mais afetadas e isso foi essencial. Que é essencial para você estar no topo, é essencial estarmos com essas pessoas, entender o que acontece diariamente, ver o que está sendo feito, entender melhor o que está acontecendo no topo. Esse entendimento foi fundamental para o desenho das ações que foram implementadas a seguir. E isso é uma preparação para ir a outro lugar, em outras cidades. E em todas as cidades em que vamos, estamos melhor preparados para enfrentar o desafio.

Aqui agradeço mais uma vez aos profissionais de saúde. Quando você vai ao limite, vê como é a vida cotidiana dessas pessoas. Você está impressionado. A dedicação dessas pessoas, em risco, o tempo todo com pacientes e pessoas, é algo realmente espetacular.

Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro por me dar a oportunidade de fazer parte do Ministério da Saúde. Isso foi muito importante para mim. Seria muito ruim na minha carreira se eu não tivesse tido a oportunidade de trabalhar no ministério através do SUS. Depois que escrevi que sou uma pessoa treinada, nasci graças ao serviço público, sempre estudei em uma escola pública, minha universidade era pública, minhas residências estavam em hospitais federais. Eu fui criado pelo sistema público.

E o mais importante de tudo é o seguinte. Eu quero fechar isso para você. Não aceitei o convite para o cargo. Eu aceitei porque achei que poderia ajudar o Brasil e ajudar as pessoas.

fonte: https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/05/15/veja-e-leia-a-integra-do-pronunciamento-de-teich-sobre-saida-do-ministerio-da-saude.ghtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: