“Tragédia que vive em um país que é movido com qualquer coisa”, e outras mensagens leves do novo grupo de terraço

"Tragédia que vive em um país que é movido com qualquer coisa", e outras mensagens leves do novo grupo de terraço

“Recusamos isso sendo isolado a manifestação para parar e ser adiada, como disse o Tribunal de Cundinamarca ontem, até que haja uma imunidade de rebanho. E quando isso acontecerá? Vamos adiar a reivindicação de nossos direitos, nossas vozes críticas ? Não podemos fazer isso. Uma demonstração como hoje, que é urgente e não espera. A pandemia não é mais grave do que todos os direitos reduzidos, o empobrecimento e a campanha precária que envolve esse projeto de reforma tributária. Estamos na oposição criativa e coletiva do novo grupo de terraço para todo esse projeto político, o que significa que as máquinas de guerra, e não uma maquinaria para o atendimento à vida. O objetivo é sair e fazer cacérolazos e projetar e fazer um barulho coletivo e popular. As pessoas não abandonam e não são Silencioso. Esse é o significado do que fizemos este ano. Estamos encantados com o fato de as pessoas serem criadas hoje com suas vozes, pacificamente, sem deixar o silêncio continuar a pesar mais e que o governo e o político As aulas continuam fazendo o que querem ”, dizem eles. Alguns membros conceberão, outros andam, outros moverão as redes sociais, outros projetarão a noite. Todas as suas trincheiras vão comentar.

fonte: https://www.vice.com/es/article/epndkp/tragedia-vivir-en-un-pais-que-no-se-conmueve-con-nada-y-otros-mensajes-de-luz-de-la-nueva-banda-de-la-terraza

Os comentários estão encerrados.