Rede federal carece de profissionais e equipes

Rede federal carece de profissionais e equipes
Adiar eleições cria incerteza nas eleições.
15 de junho de 2020
Rede federal carece de profissionais e equipes
Irmã de Kim ameaça ação militar contra “inimigo” da Coréia do Sul
15 de junho de 2020

Rede federal carece de profissionais e equipes

Rede federal carece de profissionais e equipes

Rede federal carece de profissionais e equipes

Uma pesquisa iniciada no final de semana pelo Sindicato dos Médicos (SinMed-RJ) nas redes de saúde pública do Rio registrou a falta de profissionais e equipamentos e o consequente fechamento de centenas de leitos em cada uma das nove unidades da rede. dos hospitais federais do Rio, o maior sob a administração do Ministério da Saúde.

Dados de pandemia: capital excede 5.000 mortos por Covid-19

O caso mais grave é o do Hospital Federal de Bonsucesso, que, no início da pandemia, foi definido pela Superintendência Estadual do Ministério da Saúde como a unidade de referência na luta contra o coronavírus no Rio. Com isso, o hospital foi esvaziado, deixando de oferecer 28 serviços especializados de média e alta complexidade em um de seus edifícios, para atender exclusivamente o Covid-19. O resultado foi a troca de 240 leitos por 49, que, segundo dados do Sistema Regulatório no sábado, estavam desocupados.

A inércia no fornecimento de leitos gerou a ação da Defensoria Pública Federal e do Ministério Público Federal. No início de maio, os tribunais acusaram “falha em lidar com a pandemia” e ordenaram a remoção da liderança do HFB, mas uma decisão posterior do TRF2 suspendeu o mandato.

– Desde o início, criticamos a eleição do HGB como referência, e já existem duas outras unidades com emergências melhor estruturadas, Cardoso Fontes e Andaraí – disse Carlos Vasconcellos, diretor do SinMed-RJ, que criticou o discurso do presidente Jair Bolsonaro. promover a busca de inoperação hospitalar flagrante. – Não queremos liberar a responsabilidade do governador e do prefeito, mas o presidente não pode acusar isso, se sua própria rede não fizer nada.

Soluções: Governo e plano de negócios serão retomados após pandemia

A outra unidade federal com camas para Covid é o Hospital dos Servidores, com seis disponíveis. Mas as unidades de emergência continuaram a receber pacientes com coronavírus, como Cardoso Fontes, onde os profissionais falam em superlotação.

– Um quarto para seis pacientes tinha 21 anos. Eu cuidava dos 13 ao mesmo tempo, quando a média era de três – diz a técnica de enfermagem Christiane Gerardo. – Tivemos alta demanda e poucas condições de serviço.

Adiamento: falta de medicamentos atrasa a abertura dos hospitais da campanha em São Gonçalo e Nova Iguaçu

Caro, o Ministério da Saúde não respondeu.

fonte: https://oglobo.globo.com/rio/rede-federal-tem-falta-de-profissionais-equipamentos-1-24479677

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: