Nove estados respondem por 89% das mortes por coronavírus em todo o Brasil

Nove estados respondem por 89% das mortes por coronavírus em todo o Brasil
Defesa diz ao Supremo Tribunal que renuncia ao segredo do testemunho de Moro à PF
5 de maio de 2020
Nove estados respondem por 89% das mortes por coronavírus em todo o Brasil
Prefeitura de SP ameaça ocupar leitos em hospitais particulares, mesmo sem acordo com a rede privada
5 de maio de 2020

Nove estados respondem por 89% das mortes por coronavírus em todo o Brasil

Nove estados respondem por 89% das mortes por coronavírus em todo o Brasil

Doria defende o uso de uma máscara nas chamadas: é válido para qualquer pessoa que esteja “caminhando ou seguindo para uma parte do estado de São Paulo” (foto: FÁBIO VIEIRA / FOTORUA / ESTADÍO CONTTEÚDE)

No Epicentro Brasil, o estado de São Paulo registrou 32.187 casos confirmados e 2.654 mudos, dados do Ministério da Saúde, com 20.073 residentes da capital (62%). No país, o número total de casos é de 107.780 e o total de 7.321. Em abril, a promoção de diálogos confirmados em São Paulo atingiu 280%, em comparação com a média anterior, com 31 alterações por dia a partir de uma promoção de 118. As comparações também indonésio que, na última semana, hub 10.491 nuevas confirmações, que equivale a um programa diário de caso 1.498 casos novos. Na última semana de março, a promessa de 403 confirmações por dia.

Com o maior número de países, os novos estados estão na lista de status do Ministério da Saúde: São Paulo (2.654), Rio de Janeiro (1.065), Ceará (712), Pernambuco (691), Amazonas (584), Pará ( 330), Maranhão (249), Bahia (141) e Espírito Santo (122). As unidades federativas concentram 6.548 mudas, em dezembro, 89% das mudas no Brasil. Desde o retorno da pandemia no Brasil, a região sudeste tem o maior número de casos confirmados, com 49.481 pacientes diagnosticados. Los siguientes son el noreste, com 33.598 casos; el norte, com 15.662; Sur, 5.792; y Medio Oeste, 3,247.

No intuito de detectar a transmissão do vírus, o governador de São Paulo, João Doria, decretou que, a partir deste jueves, o uso de máscaras será obrigatório no local público público do estado. Desde então, o equipamento obrigatório e a existência no transporte público. A iniciativa também inclui o aumento de pessoas hospitalizadas nos últimos dias em toda a unidade federativa, incluindo 3.272 hospitalizações em unidades de cuidados intensivos (UCI) e 5.150, em salas. A tarefa de ocupação de camas na UCI é de 67,9% no estado e de 88,8% na Gran São Paulo. Segoria Doria, o país pode enfrentar a “fase mais difícil e mais difícil desta pandemia”.

A supervisão da norma será responsável por um dos 645 municípios, que determinam, em cada município, como monitorar e sancionar em caso de incumprimento. Las ciudades tendrán que emitem decretos suplementares. Na capital, esta definição deve publicar a visualização da entrada em vigor da medida. “Defina se a inspeção será executada pela Guardia Civil Metropolitana ou por inspetores subprefeturais, e se for necessário identificar pessoas ou estabelecimentos que permitam a entrada em máscaras”, também conhecido como Bruno Covas.

Borde del colapso

Agora, 363 pessoas infectadas por Covid-19 ou por hospitais especializados em cuidados intensivos (UCI) no hospital vermelho do estado do Rio de Janeiro. As estatísticas estaduais publicadas pelo departamento de saúde do estado. No estado do Rio, a ocupação é de 84% das camas da UCI e 74% das camas dos hospitais, segundo o departamento de saúde do estado. No total, 2.266 pacientes entraram no estado vermelho

Sem embargo, o município de saúde vermelho no Rio tem ocupados todas as camas separadas pelo tratamento de Covid-19. Somente 2% das camas da unidade de cuidados intensivos (UCI) reservadas a vítimas de coronavírus na pública pública da capital do estado permanente permanecem desocupadas, segundo o Departamento de Saúde Municipal. A ocupação alcanzó 98% das camas da UCI e 91% camas de enfermaria. “Hay tres beds (UCI) disponível no centro de regulação unificado para transferência de pacientes que esperam na fila de espera nas unidades municipais, estatais e federais”, corta o carpete municipal.

3 de 10 em 10 pessoas que morreram

Uma pesquisa realizada por Demanda de Investigação e Desarrollo de Mercadeo, que encontrou três de todos os brasileños conocen a uma pessoa que matou os seres humanos infectados por Covid-19. Os dados da segunda edição de uma pesquisa sobre o impacto do coronavírus no Brasil. O trabalho inclui um cabo entre os 18 e os 21 de abril, com medidas de orientação social e habita-se a uma pessoa para algas. A pesquisa também identificou que apenas 10% dos entrevistados estão em casa.

Os dados sobre dispositivos, presentes na investigação, se referem a casos confirmados. “Muchas personas você sabe o que é infectado, o que é peor, o que termina muriendo. A pesquisa mostra que 33% dos entrevistados procuram alguém que morreu na enfermaria. Não há dez informações disponíveis no otro check, em marzo. Está agora disponível em abril. Ele demonstrou que o coronavírus foi afetado pelas pessoas ”, analisa Silvio Pires de Paula, presidente de Demanda.

Mais de 8% de pessoas que sofrem de câncer de mama com contaminação por vírus, não têm confirmação confirmada. A primer muerte por enfermedad no Brasil ocorre 16 de março de um número de 62 anos em São Paulo, e você confirma um dia.

Com relação aos casos da enfermaria, os 34% declaram que os amigos confirmam a infecção pela enfermaria usando os estrangeiros. Na relação com os membros da família, este número é de 7%. Outros 27% dos quais amigos e 9% dos membros da família recebem um diagnóstico clínico. Entre os infectados, o 1% diodo que recebe o diagnóstico de laboratório e 2% o diagnóstico. Para obter informações, consulte 1.045 pessoas em todas as regiões do país e responda a um questionário em linha. A margem de erro é três pontos percentuais mais alto ou mais baixo.

Aislamiento

Como na edição anterior, as pessoas estão mais preocupadas por não infectar outras pessoas (69%) que por estar infectadas pelo vírus (53%), fazer as tarefas do filho mais mal-intencionadas no mundo, usando as cifras de 76% e 55%, respectivamente. Por região, as pessoas mais preocupadas no norte do Brasil, que têm colapso no sistema de saúde. “A situação em Manaus como um povo”, diz o presidente da Demanda.

Com relação ao projeto social, 36% dos entrevistados consideram as medidas adequadas e apropiadas. Para 35%, o filho leve e o deberiano são mais rígidos. No grupo de edição, 59% das pessoas de 29 anos estão no último grupo. “Lo que la gente dice es quieren medidas estritas. Apenas 2% declara que está contra todas as medidas ”.

fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2020/05/05/interna-brasil,851341/nove-estados-concentram-89-das-mortes-por-coronavirus-em-todo-o-brasi.shtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: