Notícias falsas sobre agenda do Senado nesta semana

Notícias falsas sobre agenda do Senado nesta semana
Maia diz que acordo para votar adia eleições ainda está longe
12 de julho de 2020
Notícias falsas sobre agenda do Senado nesta semana
Departamento de Saúde do DF sob investigação do Ministério Público
12 de julho de 2020

Notícias falsas sobre agenda do Senado nesta semana

Notícias falsas sobre agenda do Senado nesta semana

Notícias falsas sobre agenda do Senado nesta semana

🔊 Clique para ouvir ou importar

Espera-se que o Senado vote esta semana na chamada lei de notícias falsas.

A proposta aperta as regras para abrir uma conta nas redes sociais, limita as mensagens em massa e determina que as empresas de tecnologia mantenham registros de mensagens compartilhadas por 3 meses, entre outras medidas.

Instituições da sociedade civil dizem que o texto ameaça a liberdade de expressão e privacidade na web. Empresas gigantes de tecnologia como Facebook, Google e Twitter também criticaram o projeto.

A votação está marcada para as 16:00 de amanhã. A proposta é o PL (projeto de lei) 2.630 de 2020. Os senadores avaliariam o texto na última quinta-feira (25 de junho de 2020), mas o compromisso foi adiado.

Houve discordâncias no relatório elaborado por Angelo Coronel (PSD-BA) sobre o projeto. Os senadores tiveram pouco tempo para analisar a versão mais recente.

Facebook, Google, Twitter e WhatsApp assinaram uma nota conjunta criticando a proposta. Eles dizem que o texto do coronel promove a “coleta massiva de dados das pessoas”, o que levaria a “aprofundar o fosso digital” e colocaria em risco a “privacidade e segurança de milhares de cidadãos”.

Treinados na Rússia

Em outubro de 2019, a Free Tuesday informou que o senador Angelo Coronel estava na Rússia, segundo ele, “absorvendo conhecimento” para combater a desinformação.

“Como presidente do CPMI da Fake News, vim falar com especialistas e trocar experiências para discutir como combater esse mal que destrói famílias e destrói as democracias”, escreveu ele.

O país liderado por Vladimir Putin é conhecido por controlar a Internet. Vale lembrar que, em maio daquele ano, Putin promulgou uma lei controversa, para criar uma “internet soberana” na Rússia, longe dos grandes servidores do mundo.

Na época, a ação foi denunciada pelos críticos como uma maneira de aumentar o controle das autoridades sobre a rede. O texto da lei, publicado no site oficial do governo russo, antecipa sua entrada em vigor em novembro.

Com informações, Poder360

fonte: https://www.tercalivre.com.br/lei-das-fake-news-na-pauta-do-senado-nesta-semana/

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: