“Não quero colocar no meu colo”, diz Bolsonaro quando cita o desemprego.

"Não quero colocar no meu colo", diz Bolsonaro quando cita o desemprego.
China cede à pressão dos EUA e alivia restrições de viagens aéreas
8 de junho de 2020
"Não quero colocar no meu colo", diz Bolsonaro quando cita o desemprego.
Ajuda de emergência: Caixa lança segunda entrega para bebês nascidos em agosto
8 de junho de 2020

“Não quero colocar no meu colo”, diz Bolsonaro quando cita o desemprego.

"Não quero colocar no meu colo", diz Bolsonaro quando cita o desemprego.

“Não quero colocar no meu colo”, diz Bolsonaro quando cita o desemprego.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, conversou com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada neste domingo (7), mas evitou comentar os protestos ocorridos em Brasília e em outras cidades do país. Bolsonaro, que participou de multidões nos finais de semana, novamente disse a seus seguidores que medidas de isolamento social são de responsabilidade de prefeitos e governadores e causarão desemprego. “O Supremo Tribunal Federal decidiu que os governadores e prefeitos são responsáveis ​​por essa política, incluindo o isolamento. Agora há um desemprego maior, enorme lá, também em funcionários formais e informais. Não quero colocá-lo no meu colo”, disse ele. . “Depende dos governadores, a solução para esse problema que está acontecendo em quase todo o Brasil”, acrescentou. Bolsonaro também comentou a prisão de um ex-secretário de Estado de Santa Catarina, Douglas Borba, em uma operação que investiga a compra, sem licitação e com adiantamento de R $ 33 milhões, de 200 respiradores usados ​​no tratamento da covid-19. “Roberto Jefferson falou do Covidão”, disse o presidente, citando o ex-deputado condenado pelo subsídio mensal e agora seu aliado.

fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/republica/breves/nao-queiram-botar-no-meu-colo-diz-bolsonaro-ao-citar-desemprego-e-medidas-de-isolamento/

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: