MEI: 59% dos microempreendedores não pagaram DAS

MEI: 59% dos microempreendedores não pagaram DAS
Carla Zambelli antecipou, no rádio, que os governadores seriam alvos das operações de PF
27 de maio de 2020
MEI: 59% dos microempreendedores não pagaram DAS
Depois que os jornais diminuem a cobertura em Alvorada devido à falta de segurança, a GSI diz que já tomou “medidas suficientes”
27 de maio de 2020

MEI: 59% dos microempreendedores não pagaram DAS

MEI: 59% dos microempreendedores não pagaram DAS

MEI: 59% dos microempreendedores não pagaram DAS

A pandemia de coronavírus levou os microempreendedores individuais (MEIs) a registrar a maior taxa de não conformidade no pagamento de impostos ao governo em março de 2020. Dos quase 10 milhões de empresários registrados nessa categoria naquele mês, 59,3% não pagaram DAS (Simple National Documento de Cobrança), conforme dados da Receita Federal.

A taxa registrou um aumento de 9,25 pontos percentuais em relação a fevereiro e é a mais alta desde o início da série histórica, iniciada em janeiro de 2018. O pior resultado até então havia sido registrado em janeiro de 2018, quando 58,8% dos microempreendedores não pagar a contribuição para o governo.

VOCÊ DÁ

Em março de 2019, a taxa de inadimplência atingiu 47%. O microempreendedor individual fatura até R $ 81 mil anualmente e paga contribuições mensais que variam de R $ 53,25 a R $ 58,25, dependendo do setor de atividade.

Os impostos pagos em março pelos MEIs referem-se a fevereiro. Com a pandemia, o governo adiou o pagamento das contribuições dos microempreendedores que ganhou em abril, maio e junho a outubro, novembro e dezembro, respectivamente.

Crise econômica

O economista Paulo Ribeiro, professor da FGV (Fundação Getulio Vargas) em São Paulo, disse que os dados mostram que a crise econômica resultante da pandemia de coronavírus afeta os microempresários desde março.

Com a queda na renda, muitos não pagaram impostos. Dados da receita federal mostram que, em média, os microempresários individuais faturaram R $ 23.850 em 2018.

Como resultado, a renda média mensal foi de R $ 1.987,50. Os dados de 2019 serão divulgados ao governo no final de junho. “Há evidências de que o impacto da crise para o microempreendedor começou em março. Comparado com o mesmo mês em 2018 e 2019, está claro que houve um aumento significativo nos padrões”, disse ele.

Crédito ao MEI

Ribeiro disse ainda que as medidas tomadas pelo governo para conceder crédito às empresas são positivas, mas muitas delas ainda não saíram do jornal.

O programa que oferece empréstimos a pequenas empresas para pagar os salários dos trabalhadores por até dois meses não é válido para 16,2 milhões de microempreendedores individuais, que ficaram fora do alcance do programa.

Além disso, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) quer criar uma linha de R $ 5 bilhões para micro, micro e pequenas empresas. No entanto, os empréstimos não devem começar até julho.

fonte: https://www.contabeis.com.br/noticias/43171/meis-59-dos-microempreendedores-nao-pagaram-o-das/

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: