Jornalista preso durante cobertura de protestos em Minneapolis

Jornalista preso durante cobertura de protestos em Minneapolis
A esquerda quer concorrer à terceira rodada em uma guerra de pandemia, diz Levy Fidelix
29 de maio de 2020
Jornalista preso durante cobertura de protestos em Minneapolis
O Brasil vai sobreviver?
29 de maio de 2020

Jornalista preso durante cobertura de protestos em Minneapolis

Jornalista preso durante cobertura de protestos em Minneapolis

Jornalista preso durante cobertura de protestos em Minneapolis

Um jornalista negro e sua equipe foram presos na sexta-feira (29) enquanto cobriam os protestos em Minneapolis, Estados Unidos, pela rede da CNN. Omar Jiménez foi algemado pela polícia durante uma transmissão ao vivo, mesmo depois de se identificar.

Imagens divulgadas pela CNN mostraram que a equipe não estava prejudicando a ação da polícia. A rede dos EUA disse que a prisão de seus três funcionários era uma clara violação de direitos e pediu às autoridades locais que os libertassem imediatamente. A equipe foi liberada logo depois.

O governador de Minnesota, Tim Walz, pediu desculpas e descreveu as prisões como “inaceitáveis”. Ele disse que a equipe da CNN claramente tinha o direito de estar no local e disse que quer que a imprensa esteja em Minnesota para cobrir os protestos.

1 de 3 o jornalista da CNN Omar Jiménez foi algemado enquanto participava de uma cobertura ao vivo em Minneapolis, EUA. EUA, nesta sexta-feira (29) – Foto: Reprodução Twitter / CNN O jornalista da CNN Omar Jiménez foi algemado enquanto participava de uma cobertura ao vivo em Minneapolis, EUA. EUA, nesta sexta-feira (29) – Foto: Reprodução Twitter / CNN

Protestos

2 de 3 O policial foi filmado com o joelho no pescoço de George Floyd – Foto: AFP / Facebook / Darnella Frazier O policial foi filmado com o joelho no pescoço de George Floyd – Foto: AFP / Facebook / Darnella Frazier

A revolta em Minneapolis, Minnesota, começou nesta segunda-feira (25), após o lançamento de um vídeo mostrando a abordagem policial que ocorreu fora de um supermercado da cidade, localizado no estado de Minnesota. Um policial branco se ajoelhou no pescoço de Floyd por quase oito minutos, reclamando que não conseguia respirar.

Quando Floyd parou de se mover, ele foi colocado em uma maca e levado para um hospital, onde sua morte foi declarada. Ele foi preso por supostamente comprar com notas falsas.

Policiais tentaram conter os manifestantes na noite de quinta-feira com balas de borracha. Os bombeiros disseram que foram chamados para apagar incêndios em 16 locais diferentes entre quarta-feira (27) e quinta-feira.

3 de 3 Manifestantes em frente à Delegacia de Minneapolis – Foto: Kerem Yucel / AFP Photo Manifestantes em frente à Delegacia de Minneapolis – Foto: Kerem Yucel / AFP Photo

Depois de saquear e queimar lojas na noite de quarta-feira, autoridades do estado alertaram que não tolerariam mais excessos. O governador de Minnesota pediu a intervenção da Guarda Nacional e o presidente Donald Trump no Twitter disse que enviaria tropas ao estado e assumiria o comando se houvesse “alguma dificuldade”.

fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/05/29/jornalista-e-detido-durante-cobertura-de-protestos-em-minneapolis.ghtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: