Fotos de punk e metalmen que mantêm a cena ao vivo no Marrocos

Você acha que há realmente uma fotografia “ruim”?

Na minha opinião, a fotografia ruim é a que não é espontânea. Em 2013, fui ao Egito para um projeto que documentava manifestações [contra o presidente egípcio Mohamed Morsi] na Praça Tahrir. Foi uma das minhas primeiras experiências como fotojornalista. Ele não tinha as habilidades necessárias; Pedi às pessoas que me perguntassem. Com o tempo, percebi que não era a maneira certa de fazê -lo e que eventos como esse deveriam ser capturados francamente. O momento deve ser capturado, não criado.

fonte: https://www.vice.com/es/article/bjwqa4/fotos-punks-metaleros-marroquies