“E daí?” Diz Bolsonaro sobre a possível indicação do amigo de seu filho como diretor de PF

"E daí?" Diz Bolsonaro sobre a possível indicação do amigo de seu filho como diretor de PF
Dataprev: Dos 89,3 milhões de registros processados ​​para assistência de emergência, 48,5 milhões foram aprovados
26 de abril de 2020
"E daí?" Diz Bolsonaro sobre a possível indicação do amigo de seu filho como diretor de PF
SC tem mais de 100 novos casos de coronavírus e o número de mortes também está aumentando
26 de abril de 2020

“E daí?” Diz Bolsonaro sobre a possível indicação do amigo de seu filho como diretor de PF

"E daí?" Diz Bolsonaro sobre a possível indicação do amigo de seu filho como diretor de PF

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro utilizou as redes sociais para contrariar a acusação do ex-ministro de Justiça Sergio Moro de interferir na Política Federal. O presidente desprezado o diretor geral da FP, Maurício Valeixo, viernes pasado. Bolsonaro também justificou a possível eleição do ex-coordenador de segurança de Bolsonaro, Alexandre Ramagem, para a Política Federal.

Presidência: Bolsonaro exige investigações sobre Rodrigo Maia, Doria e Witzel na PF

Para seguir um seguidor de que Ramage é “um amigo dos hijos do presidente”, também:

“¿Quê? Antes de encontrar um mis hijos, conecte-se a Ramage. ¿Por que a proibição é proibida? ¿Deseja eleger alguém como amigo?”

¿Nova política ?: Bolsonaro busca o posto de líderes no meio da crise

Segurar o colunista Merval Pereira, o presidente decidido rescindir o Maurício Valeixo, negou as informações que indicam as investigações sobre notícias falsas e está autorizando o “laboratório de odio” e o conceitual Carlos Bolsonaro.

Carlos Bolsonaro dividiu sua foto com uma foto social junto a Ramage, a su derecha. Foto: Reprodução Instagram

Nas redes sociais, Bolsonaro acusou um Moro de mentir.

“Desafortunadamente, o ex-ministro da interferência da Polícia Federal”, Bolsonaro Bolsonaro em suas redes sociais. “No intercambió ningún superintendente por mí. Todos são nomeados pelo ministro ou diretor geral”.

Elio Gaspari: Bolsonaro processa o fin do mundo

“Para mim, as políticas policiais estão em todo o Brasil e não são encontradas em Curitiba, onde estão localizadas em Curitiba”, também, repita o que você costuma habitar nas visões: que moro habría privilegiou as pessoas de Curitiba em suas nomeações.

Bernardo Mello Franco: o fascismo ao lado

No sábado, o presidente também usou a cuenta do Twitter para decidir quem mantém as entradas do Ministro de Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, no meio da crise, por revelação do intercâmbio de mensurações entre a Moro e os impostos da dívida de tarea República da Lava-Jato em Curitiba.

Nas horas anteriores, o Moro também enviou uma mensagem para Bolsonaro, através do Twitter. “‘Hacer lo correcto, por razones corrige and the manera corrigir’ fue elma da campaña de integridad que hicimos principio en MJSP”, publicamente. A mensagem é acompanhada de um vídeo institucional sobre a campanha.

As viúvas, despachos de renúncia, o ex-ministro Sergio Moro apresentam um intercâmbio de mensagens no presidente Jair Bolsonaro, ao trocar uma bolsa de mão na Política Federal, com base nas informações da empresa que investiga os detentores de bolsa da Bolsonar. Portanto, os dados moro que a investigação está sendo realizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Tribunal Federal de Suprema Corte (STF), também são responsáveis ​​pela determinação dos procedimentos.

fonte: https://oglobo.globo.com/brasil/e-dai-diz-bolsonaro-sobre-possivel-indicacao-de-amigo-de-filho-para-diretor-da-pf-24394641

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: