Covas assina decreto que antecipa feriados municipais para aumentar isolamento social

Covas assina decreto que antecipa feriados municipais para aumentar isolamento social
A ação do STF exige a suspensão da lei que concede descontos nas escolas particulares do Ceará
19 de maio de 2020
Covas assina decreto que antecipa feriados municipais para aumentar isolamento social
Inep admite que pode rever a data do Enem
19 de maio de 2020

Covas assina decreto que antecipa feriados municipais para aumentar isolamento social

Covas assina decreto que antecipa feriados municipais para aumentar isolamento social

Covas assina decreto que antecipa feriados municipais para aumentar isolamento social

Avenida 23 de Maio, vista do Viaduto do Chá, em São Paulo, em foto de 23 de março – Foto: Marcelo Brandt / G1

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, assinou o projeto de lei que permite a antecipação de férias municipais na cidade de São Paulo. O decreto foi publicado no Diário Oficial nesta terça-feira (19).

O texto foi enviado à Câmara no domingo e aprovado pelos vereadores em votação virtual realizada nesta segunda-feira (18). O projeto aprovou 37 votos a favor, 14 contra e uma abstenção.

O objetivo da proposta apresentada pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) é aumentar o isolamento social por meio de um “feriado” nesta semana.

Covas disse que o feriado prolongado vai de quarta-feira (20) a domingo (24). Para isso, as férias de Corpus Christi (11 de junho) e Consciência Negra (20 de novembro) serão antecipadas para esta quarta-feira (20) e quinta-feira (21). Na sexta-feira (22), um ponto opcional será declarado na cidade.

“Teríamos um período de quarta, quinta, sexta, sábado e domingo em que poderíamos alcançar as taxas que alcançamos ontem, domingo, quando tivemos 56% de isolamento social aqui na cidade”, disse Bruno Covas, antes do término do projeto. aprovado. .

Para aprovar com urgência a proposta, os líderes governamentais da Casa adotaram a estratégia conhecida como “tartaruga”. Um substituto foi proposto em um projeto de lei sobre outro tópico, que já estava em andamento.

Dessa forma, os vereadores aprovaram o PL 424/2018, que tenta incentivar a contratação de mulheres que fazem parte do programa “Tem Output”, que oferece empregos para mulheres vítimas de violência doméstica.

O projeto estabelece que, na contratação assinada pela prefeitura para a prestação de serviços públicos, 5% das vagas de emprego são garantidas para os membros do programa (desde que exista a qualificação necessária).

O substituto incluiu no PL um artigo autorizando o “Poder Executivo para antecipar feriados municipais, por decreto, durante a atual emergência de saúde pública de importância internacional devido ao coronavírus”.

São Paulo decide antecipar as férias para combater a pandemia

Partido estadual

O governador João Doria (PSDB) também anunciou nesta segunda-feira (18) que enviou à Assembléia Legislativa de São Paulo (Alesp) um projeto de lei para antecipar o feriado estadual de 9 de julho (Dia da Revolução Constitucionalista) para a próxima segunda-feira. (25)

A criação de um feriado prolongado é uma tentativa de melhorar a taxa de isolamento social do estado, enquanto o governo ainda está avaliando um possível bloqueio.

Segundo o presidente da Alesp, Cauê Macris (PSDB), a urgência da proposta do governo deve ser analisada na Câmara nesta terça-feira (19), e a expectativa é que o projeto seja votado em sessão na quinta-feira (21)

Segundo o governo do estado, os municípios da Grande São Paulo serão recomendados para antecipar feriados municipais para 26 e 27 de maio.

“Vamos recomendar que os prefeitos de outros municípios da região metropolitana e do interior de São Paulo também possam avaliar com seus municípios a antecipação de feriados municipais para os dias seguintes a esses feriados, ou seja, , 26 e 27 de maio, quarta e quinta-feira da próxima semana “, disse Doria.

“Ficou claro que, nos finais de semana e feriados, nos últimos 56 dias, temos níveis mais altos de isolamento e isso contribui para o controle da pandemia. Portanto, com essa decisão, teremos um período mais longo de férias e, com isso, gostaríamos de ter taxas semelhantes às de outras férias e fins de semana “, acrescentou o governador.

A antecipação das férias já havia sido mencionada pelo prefeito Bruno Covas no fim de semana como estratégia para alterar a taxa de isolamento social.

“São Paulo precisa desacelerar ainda mais por um dia para reduzir a taxa de contágio e salvar vidas. Embora devamos nos preparar para essa tarefa gigantesca e sem precedentes, precisamos ser criativos e usar todos os instrumentos ao nosso alcance”.

Fim do iniciador estendido

Prefeitura de SP retorna com rotação tradicional de veículos

A tradicional rotação de carros na cidade voltou nesta segunda-feira (18) na cidade de São Paulo. Segundo o prefeito, a rotação ampliada e mais restritiva, que entrou em vigor nesta segunda-feira (11), não teve o efeito esperado no índice de isolamento social da capital.

“Não faz sentido exigir esse esforço sobrenatural das pessoas se, de um ponto de vista prático, a única razão para a rotação (estendida), que é aumentar o isolamento social, não foi cumprida. Continuamos abaixo de 50%” disse Covas.

Com o novo decreto, a rotação restringe novamente a circulação de veículos de acordo com o número final da chapa e o dia da semana, apenas no centro expandido e nos horários de pico: das 7h às 10h e após as 17h. às 20:00, como anteriormente:

Segunda-feira: fim dos pratos 1 e 2

Terça-feira: fim das placas 3 e 4

Quarta-feira: fim das placas 5 e 6

Quinta-feira: fim dos pratos 7 e 8

Sexta-feira: final da placa 9 e 0

Na semana passada, na tentativa de desencorajar a circulação de pessoas, a cidade de São Paulo endureceu as regras para a circulação de carros na cidade.

Por determinação, os veículos com placas finais pares só podiam operar nos dias pares da semana e os veículos com uma extremidade ímpar em dias ímpares. A medida era válida em toda a cidade, 24 horas por dia, incluindo sábados e domingos.

No entanto, as taxas permanecem semelhantes às registradas anteriormente, quando o governo já estava preocupado com a falta de respeito da população pela quarentena.

Na terça-feira, 6 de maio, a taxa registrada foi de 47%, assim como na terça-feira 12. Na sexta-feira (14), na capital, o número caiu em relação ao dia anterior e atingiu 48%.

“Houve apenas uma pequena melhoria no único índice que temos. O único índice disponível para medir o isolamento, com base na localização dos telefones celulares em relação às antenas de sinal. Comparando sexta-feira 8 a sexta-feira 15, subimos apenas dois pontos percentuais, passando de 46% para 48% de isolamento, permanecendo abaixo de 50% “, afirmou o prefeito neste domingo.

A rotação foi a segunda estratégia da cidade para tentar aumentar a taxa de isolamento social. Dias antes, a administração municipal até bloqueou as principais estradas da cidade. A medida foi amplamente criticada por afetar profissionais de serviços essenciais, principalmente na área da saúde. Então também foi revisado.

Multas

Ainda segundo Covas, as multas aplicadas serão mantidas pelos sete dias em que a rotação restritiva permaneceu em vigor. “Quem foi multado foi multado”, garantiu.

fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/05/19/covas-sanciona-decreto-que-antecipa-feriados-municipais-para-aumentar-isolamento-social.ghtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: