Coronavírus: 10 estados já adotaram medidas para facilitar o isolamento

Coronavírus: 10 estados já adotaram medidas para facilitar o isolamento
Coronavírus: 30 medicamentos prometem combater a doença
21 de abril de 2020
Coronavírus: 10 estados já adotaram medidas para facilitar o isolamento
Governo de SP anuncia na quarta reabertura gradual da economia, paralisada pelo coronavírus
21 de abril de 2020

Coronavírus: 10 estados já adotaram medidas para facilitar o isolamento

Coronavírus: 10 estados já adotaram medidas para facilitar o isolamento

BRASÍLIA – Os estados que você adotou e as que adotaram para executar o impacto social inevitável nas últimas semanas, como forma de combater a propagação de coronavírus no Brasil. A conclusão é uma pesquisa sobre o líder do governo no Congresso Nacional, obtenida pelo GLOBO.

O documento mapa de flexibilidade em Goiás, Paraná, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Maranhão, Distrito Federal, Tocantins, Espírito Santo, Paraíba e Sergipe. Também existem outros estados, São Paulo e Mato Grosso, que estão estudando formas de implementar uma reapertura.

São Paulo: anuncio de reanudación de Doria ayuda a “mantener” los ayuntamientos

No Distrito Federal, a recuperação do comércio está programada para 3 de maio. É a única unidade de federação na lista da parte de flexibilização não efetiva de hora em adelante. Os governos adotaram diferentes tipos de reapertura. Las escuelas, por exemplo, hoje está em cerradas em todo o país.

Nos estados: a reapertura comercial se planeja a função dos dados

Em alguns estados, as precauções de segurança contra um reapertura. Na Paraíba, os ópticos, as empresas de produtos hospitalares e os concessionários de automóveis automáticos, os feridos liberados parecem que fornecem máscaras para os empregados. No Espírito Santo, existe o número de requisito para os 72 municípios onde os serviços estão disponíveis para recuperar o comércio.

Coronavírus: o gobierno realiza 100.000 pruebas rápidas para o vírus mapear no país

Em Goiás, o uso de máscaras é obrigatório. Em Santa Catarina, os hotéis com capacidade para 50% da capacidade total de hospedagem e restaurantes podem reabrir, mesmo que mantenham os pasillos cerrados. Nos amigos da rua, os clientes não pagam, como o número de pessoas e os amigos que não podem exceder 50% da capacidade do local.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, contratou por volta das atividades comerciais normais. Na semana passada, na inauguração do novo Ministro de Saúde, Nelson Teich, reconecte-se a esta presidência “é um remédio que deve ser administrado” e critique as medidas dos governadores para reformar o governo.

Em São Paulo, após o documento de liderança do governo, os técnicos definem “os setores que podem voltar a trabalhar e as regiões do estado que tendem a sofrer mais flexibilidade”.

Para além disso, considere fatores como a importância econômica, a vulnerabilidade social e os riscos para a saúde (como o número de casos e a capacidade aplicada da UCI). O Mato Grosso “refere-se a um relatorio social esta semana”, segundo as directrizes de um decreto estatal emitido a multas de marzo. No estado, os fatores determinantes no nível do comércio, no gobierno.

Uma recomendação do Ministério de Saúde de 6 de abril permite que a migração de cidadãos para uma “distância social coletiva” a partir de 13 de abril, se os casos não tiverem comprometido mais do que 50% da capacidade dos sistemas de saúde e saúde com equipamentos de saúde. Proteção suficiente para profissionais.

No Rio de Janeiro, o governador Wilson Witzel decide sobre novas medidas para relatar a cuarentena deste ano, segundo o colunista do GLOBO Lauro Jardim. Em 7 de abril, o governador e liberou as restrições em 30 cidades do interior onde não há casos relatados de Covid-19.

fonte: https://oglobo.globo.com/brasil/coronavirus-10-estados-ja-tomaram-medidas-para-flexibilizar-isolamento-24385549

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: