Considerado “morto” pela Caixa, trabalhador do RJ não retira ajuda de emergência

Considerado "morto" pela Caixa, trabalhador do RJ não retira ajuda de emergência
Aumento salarial pandêmico para funcionários públicos se torna carreira nos estados
19 de maio de 2020
Considerado "morto" pela Caixa, trabalhador do RJ não retira ajuda de emergência
Pazuello nomeia nove soldados do Exército para servir no Ministério da Saúde
19 de maio de 2020

Considerado “morto” pela Caixa, trabalhador do RJ não retira ajuda de emergência

Considerado "morto" pela Caixa, trabalhador do RJ não retira ajuda de emergência

Considerado “morto” pela Caixa, trabalhador do RJ não retira ajuda de emergência

O trabalhador aparece morto no registro da Caixa e fica sem ajuda de R $ 600

Um trabalhador não pode receber ajuda de emergência de R $ 600 do governo porque a Caixa Econômica Federal diz que ele está morto.

O caso aconteceu com Alan Torres Cruz, 30 anos. Alan, desempregado e morador de Magé, na Baixada Fluminense, acessou o site da Caixa para solicitar o benefício. Quando ele digitou seu número de CPF, uma mensagem apareceu dizendo que ele havia falecido.

1 de 2 O aplicativo CEF diz que o trabalhador está morto – Foto: Reprodução / TV Globo O aplicativo CEF diz que o trabalhador está morto – Foto: Reprodução / TV Globo

A mensagem do aplicativo diz:

Ajuda de emergência não aprovada. Razão: Cidadão (ã) com registro de óbito. ”

O CPF de Alan, no entanto, aparece regularmente em outro site.

Devido ao fracasso, ele não conseguiu retirar nem a primeira parte do benefício.

“Na primeira vez em que solicitei assistência, eles demoraram um pouco e me deram a opinião de que meus dados foram preenchidos incorretamente. E fiz o segundo pedido de assistência. Na segunda ligação lançada agora na sexta-feira, me disseram que ele estava morto. Em meu auxílio, aparece como CPF com a morte “, explica Alan em um vídeo.

Segundo ele, em outras pesquisas na Internet, o CPF aparece como regular:

“E eu já investiguei na Internet para descobrir. No IRS, meu CPF lista tudo bem, mas a Caixa me informa que minha ajuda foi negada porque eu estaria morto.”

2 de 2 Pesquisas em outros sites indicam que o CPF é regular – Foto: Reprodução / Globo TV Pesquisas em outros sites indicam que o CPF é justo – Foto: Reprodução / Globo TV

A Caixa informou que o CPF é de responsabilidade do Serviço Tributário Federal e que é necessário prestar atenção para não digitar nenhum número incorreto ao solicitar o benefício.

O IRS não explicou o que aconteceu no caso de Alan.

fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2020/05/19/considerado-morto-pela-caixa-trabalhador-do-rj-nao-consegue-sacar-o-auxilio-emergencial.ghtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: