A quarentena de SP se estende por 15 dias com alívio progressivo em diferentes regiões do estado

A quarentena de SP se estende por 15 dias com alívio progressivo em diferentes regiões do estado
Apesar da popularidade da pandemia, Fernández permanece incerto sobre a direção da Argentina.
26 de maio de 2020
A quarentena de SP se estende por 15 dias com alívio progressivo em diferentes regiões do estado
Sara Winter chama Moraes de covarde após ser alvo da operação de PF
27 de maio de 2020

A quarentena de SP se estende por 15 dias com alívio progressivo em diferentes regiões do estado

A quarentena de SP se estende por 15 dias com alívio progressivo em diferentes regiões do estado

A quarentena de SP se estende por 15 dias com alívio progressivo em diferentes regiões do estado

O governo de São Paulo anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (27), a extensão da quarentena no estado por 15 dias, com flexibilidades progressivas, que serão realizadas considerando as características de cada município.

“A partir de 1º de junho, por 15 dias, manteremos a quarentena, no entanto, com uma retomada consciente de algumas atividades econômicas no estado de São Paulo”, disse o governador João Doria (PSDB) durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, na parte sul da capital.

O plano, chamado pelo governo de “recuperação consciente”, prevê cinco etapas. As regiões serão classificadas em fases de acordo com os critérios definidos pela Secretaria Estadual de Saúde e pelo Comitê de Contingência de Coronavírus.

“Será possível em cidades com redução constante no número de casos, disponibilidade de leitos em hospitais públicos e privados e que obedeçam à distância social em ambientes públicos, além da difusão e uso obrigatório de máscaras”. Doria.

A cor de cada região no mapa é determinada por uma série de critérios, incluindo a taxa de ocupação da UTI e o número total de leitos por 100.000 habitantes. O Covid-19 avalia esses indicadores juntamente com dados sobre óbitos, casos e hospitalizações para determinar o estágio em que cada região está. No entanto, o governo não divulgou o peso atribuído a cada indicador na definição das fases por região.

Fase 1, vermelha: alerta máximo, operação permitida apenas para serviços essenciais

Fase 2, laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições.

Fase 3, amarela: abrir mais setores

Fase 4, verde: abertura de um número maior de setores em comparação à fase 3

Fase 5, azul: “Normalmente controlado” – todos os setores em operação, mas mantendo distância e medidas de higiene

1 de 2 Plano do governo de São Paulo para relaxar a quarentena no estado – Foto: Governo de São Paulo / Divulgação Plano do governo de São Paulo para relaxar a quarentena no estado – Foto: Governo de São Paulo / Divulgação

A cidade de São Paulo se ajustará à cor laranja do novo modelo de quarentena estadual. A definição estabelece que os setores da economia que desejam reabrir devem apresentar planos com protocolos à Prefeitura. Caberá à administração municipal definir quem poderá reabrir e quando.

As regiões serão avaliadas periodicamente de acordo com os indicadores de saúde, verificando se atendem aos critérios para avançar para uma fase de maior relaxamento a cada 14 dias ou retornar para uma fase mais restrita a cada 7 dias (ou imediatamente, se houver evidências de agravamento do quadro). situação).

2 de 2 Governo de São Paulo planeja relaxar a quarentena – Foto: Governo de São Paulo / Divulgação Governo de São Paulo planeja relaxar a quarentena – Foto: Governo de São Paulo / Divulgação

A taxa de isolamento, o número de casos da doença e a taxa de ocupação do leito de UTI são os principais critérios.

De acordo com o plano, a retomada das atividades só pode começar:

Cidades com uma taxa de isolamento de pelo menos 55%;

; Cidades que reduziram o número de novos casos por 14 dias seguidos;

; Cidades com leitos de UTI disponíveis

Manter distância social em locais públicos.

em ambientes públicos Uso obrigatório de máscaras

Mortes e casos

O estado de São Paulo atingiu 6.423 mortes causadas pelo novo coronavírus, segundo boletim da Secretaria de Estado da Saúde publicado nesta terça-feira (26). 203 mortes foram confirmadas em 24 horas.

Existem 86.017 pessoas diagnosticadas com Covid-19 no estado. Das 645 cidades de São Paulo, 511 têm pelo menos um caso confirmado e 244 pelo menos uma morte causada pela doença.

fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/05/27/quarentena-em-sp-e-prorrogada-com-flexibilizacao-progressiva-em-diferentes-regioes-do-estado.ghtml

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: