Primavera 2019 Começa Quente

    Show all

    Primavera 2019 Começa Quente

    primavera 2019

    primavera 2019

    A temporada começou nesta segunda-feira às 04h50 e vai até 22 de dezembro, quando o verão começa.

     

     

    A primavera começou oficialmente às 4h50 desta segunda-feira (23). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a primavera de 2019 deverá ter menos chuvas do que o normal para esta época do ano na maior parte do país. A temporada vai até 22 de dezembro, quando o verão começa às 1h19.

    Tradicionalmente, a primavera é um período de transição entre a estação mais seca e mais chuvosa do Brasil central. Já no Norte, no interior do Nordeste e em algumas áreas centrais do país, as temperaturas aumentam durante a primavera.

     

    Os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina serão uma exceção neste início de primavera, já que se espera que recebam uma frente fria da Argentina e do Paraguai, trazendo fortes chuvas para a região e talvez até granizo. Também os estados do Paraná e Mato Grosso do Sul serão impactados, mas com menos intensidade.

     

    Partes do sul e sudeste começam a primavera ainda com a face do inverno, mas na maior parte do país, o inverno já se despede com a face da primavera.

     

     

    Temperaturas acima da média

     

    O prognóstico do Inmet é que a primavera começa com temperaturas acima da média climatológica para esse período.

     

    Os termômetros devem registrar temperaturas de 1 ° C a 1,5 ° C acima da média – isso deve se traduzir em dias com temperaturas muito altas e outros com temperaturas mais baixas ou médias, que na faixa de três meses atingem um aumento de previsão, diz Francisco de Assis Diniz.

     

    Em parte dos estados do Tocantins e do Nordeste, as temperaturas devem estar entre 1 ° C e 1,5 ° C acima da média. Nos estados de Minas, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul, os termômetros devem registrar cerca de 1 ° C acima da média. Em outras regiões, as temperaturas estarão 0,5 ° C acima da média, de acordo com a previsão do Inmet.

     

    Destaques em cada região do país

    Na região norte, o alerta de queima ainda é ativo em áreas do noroeste do Amazonas, Pará e Amapá, que tiveram chuvas abaixo da média nos meses de junho a agosto deste ano. “A redução das chuvas em localidades nos estados de Rondônia, Tocantins e sul do Pará, aliada a altas temperaturas e baixa umidade relativa, favoreceu a incidência de queimadas, o que é muito comum nessa época do ano”, diz Inmet em seu relatório.

    Durante a primavera, a região ainda deve ter chuvas irregulares. “Em áreas onde a precipitação é tipicamente reduzida, como Roraima, Amapá, nordeste do Amazonas e meio do norte do Pará, a previsão indica uma probabilidade significativa de ocorrência de chuvas perto ou abaixo da média para o período”, continua ele. As temperaturas serão de normal a acima da média.

     

    A região nordeste também teve chuvas abaixo ou abaixo da média nos últimos meses, exceto uma faixa leste. A previsão do Inmet para a primavera indica uma maior probabilidade de precipitação quase média na parte leste do nordeste. Em outras áreas, prevalece um pouco abaixo da média. As temperaturas serão mais altas em toda a região.

     

    No Centro-Oeste, as chuvas estavam dentro ou ligeiramente abaixo da média durante o inverno. O Inmet prevê para a primavera uma alta probabilidade de chover em média ou um pouco acima de grande parte da região, exceto na metade norte de Goiás, onde a precipitação será um pouco abaixo da média. As temperaturas estarão acima da média, especialmente no sul de Mato Grosso do Sul, norte de Mato Grosso e no Distrito Federal.

     

    Primavera de 2019 terá menos chuvas, diz Inmet Na região Sudeste, a distribuição das chuvas seguiu as características típicas durante o inverno, com pouca ou nenhuma precipitação, exceto para o leste de São Paulo e Rio de Janeiro.

     

    A previsão do Inmet é de que, nos meses de primavera, haverá áreas com chuvas ligeiramente abaixo do normal para a estação, exceto no estado de São Paulo, sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro, onde chuvas fortes podem ocorrer, principalmente no mês de novembro. As temperaturas devem permanecer acima da média em grande parte da região.

     

    Na região sul, espera-se que os padrões de chuvas sejam normais, mas frentes frias e áreas de instabilidade devem fazer com que os três estados da região tenham chuvas ligeiramente mais altas que o normal. “As temperaturas médias já devem predominar dentro da faixa normal na parte ocidental da região e acima da média no restante”, diz Inmet.

     

    Referência G1

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *